Home > Notícias

CEO da Netgear ataca Steve Jobs e “sistema fechado da Apple”

Patrick Lo chamou Jobs de "egomaníaco" e disse que "não está muito longe o dia em que Jobs deve deixar a Apple"

Macworld / Reino Unido

31/01/2011 às 18h31

Foto:

Steve Jobs e a Apple receberam palavras duras do presidente da Netgear, empresa que fabrica produtos de rede (como roteadores). Jobs – que está de licença médica por tempo indeterminado – foi definido como “egomaníaco” por Patrick Lo, CEO da Netgear, em uma entrevista ao jornal Sydney Morning Herald.

Lo disse que a única razão que Jobs teve para seu desentendimento com a Adobe a respeito do Flash no ano passado teria sido seu ego. “Qual a razão para ele desmerecer o Flash? Não há outra a não ser o ego”, disparou o presidente. O CEO previu problemas para o iOS e o iPhone, se a Apple continuar com o que ele considera uma estratégia “fechada”.

E o executivo pegou pesado: “uma vez que Steve Jobs se vá, o que provavelmente não está muito longe, a Apple terá que fazer uma decisão estratégica sobre a possibilidade de abrir a plataforma. Um sistema completamente fechado não pode ir tão longe. Se continuarem com essa postura e permitirem que o Android se aproxime cada vez mais, será muito difícil, pelo que vejo”, declarou ao periódico australiano. Há  duas semanas Steve Jobs se afastou por tempo indeterminado por motivos de saúde, deixando as tarefas diárias para Tim Cook, COO da  Apple.

jobs390

Segundo Lo, Steve Jobs ataca a Adobe por causa de seu ego

O sucesso da Apple, explicou Lo, é baseado em sistemas fechados, assim como seu domínio do mercado de música digital, que é feito não só a partir do iTunes, a maior loja de música digital do mundo, mas também por fabricarem o iPod, o MP3 player mais popular do planeta. “Eles controlam o mercado”, disse.

“A plataforma fechada da Apple tem obtido sucesso porque eles têm permanecido muito à frente como líderes fortes por causa de Steve Jobs. Eventualmente terão que encontrar uma maneira de abrir o iTunes sem terem que se afastar muito do modelo de geração de receitas”, apontou. 

Preocupado com a repercussão de suas declarações Lo publicou um pedido de desculpas por conta "das palavras que escolheu para falar sobre Steve Jobs. Segundo ele, suas declarações também foram utilizados por alguns de forma inadequada. Ele afirma que não pretendia fazer referência à saúde de Jobs e que deseja ao CEO da Apple apenas o melhor.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail