Home > Notícias

CES 2013: AMD foca em tablets e híbridos e ignora smartphones

Fabricante disse, durante a CES, que irá concentrar esforços por trás de aparelhos que possam mostrar “os belos gráficos” que são destaque de sua tecnologia

Sharon Gaudin, Computerworld/EUA

09/01/2013 às 15h58

Foto:

O mercado de PCs pode estar em queda, mas a fabricante de processadores Advanced Micro Devices (AMD) diz que não tem planos para migrar para um novo e muito mais aquecido mercado: os smartphones.

Mark Papermaster, CTO da AMD, deixou claro em uma entrevista com a Computerworld nesta terça-feira que a empresa não tem interesse no mercado de smartphones. Em vez disso a AMD, que tem enfrentado dificuldades nos últimos anos, irá focar nos tablets, laptops ultrafinos e portáteis híbridos dos dois formatos.

“Não vamos atrás do mercado de smartphones”, disse Papermaster, que está presente na CES 2013 em Las Vegas. “É um mercado atualmente muito disputado. Estamos focando em nos diferenciar através de nossa tecnologia gráfica. Quando você tem uma tela de 3 polegadas, não tem a densidade necessária para notar a diferença”.

O que enche os olhos da AMD é o conceito do computador híbrido. Parte notebook e parte tablet, estas são as máquinas nas quais a fabricante pretende concentrar todos os seus esforços.

“Quando você olha para o mercado de PCs, acredito que estamos vendo uma convergência entre dispositivos”, disse Papermaster. “O mercado de PCs está mudando. Estamos levando nossa tecnologia para além do PC e em aparelhos híbridos ou notebooks muito, muito finos. Vejo alguns dos aparelhos que estão a caminho e eles são realmente o melhor dos dois mundos”.

Mas embora o CTO da AMD afirme que a empresa está concentrando seus esforços nos tablets, a empresa atualmente não tem muita presença neste segmento. Durante a CES a empresa apresentou um novo processador para tablets batizado de Temash, e executivos demonstraram um protótipo de um tablet rodando o Windows 8 no novo chip.

A AMD espera que o Temash a ajude a estabelecer presença no mercado de tablets e até algum espaço em relação a rivais como a Intel e ARM. Em sua entrevista à Computerworld Papermaster se negou a especular sobre o crescimento de sua empresa no mercado de tablets nos próximos um ou dois anos. Apenas notou que é “realmente um foco” na AMD.

Ele disse, entretanto, que a empresa espera seguir nos tablet um padrão similar ao que segue nos PCs: colocar no mercado chips com preços inferiores aos de concorrentes como a Intel. “Há uma faixa de preços bem definida que você tem que atingir e estamos bastante confiantes em nossa habilidade de fazer isso”, disse ele. Com o tempo, com certeza absoluta, teremos um preço competitivo”.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail