Home > Notícias

CES 2013: Carro autônomo da Toyota promete mais segurança no trânsito

O Advanced Active Safety Research Vehicle monitora ativamente seus arredores para evitar acidentes.

Nick Barber, IDG News Service

07/01/2013 às 17h57

Foto:

A Toyota demonstrou nesta segunda-feira durante a CES 2013 a mais nova versão de seu veículo com “segurança ativa”, levando-o um passo mais perto de um carro verdadeiramente autônomo que pode tornar as estradas mais seguras.

O objetivo do projeto da Toyota, que é baseado no Lexus LS, não é criar um “carro sem motorista”, mas sim um sistema que possa reduzir o número de fatalidades e acidentes no trânsito. A empresa chama seu carro de “Advanced Active Safety Research Vehicle” (algo como Veículo de Pesquisa com Segurança Ativa Avançada). 

“Um carro sem motorista é apenas parte da história”, disse Mark Templin, vice-presidente do grupo Toyota e gerente geral da divisão Lexus. “Nossa visão é um carro equipado com um co-piloto inteligente e sempre alerta, cujas habilidades podem contribuir para uma direção mais segura”. 

O carro inclui uma variedade de sensores para determinar o que acontece nos arredores. É capaz de distinguir um sinal vermelho de um verde usando suas três câmeras coloridas de alta-definição. Um sistema de rastreamento a laser (LIDAR - Light Detection and Ranging) com visão de 360 graus montado no teto do veículo pode detectar carros e outros objetos a até 70 metros de distância.

Radares na frente e nas laterais do carro podem medir a velocidade de objetos ao seu redor. E várias antenas GPS são usadas para determinar o ângulo e orientação do veículo. O sistema LIDAR no teto do carro gira sobre o próprio eixo e um computador pode criar um mapa preciso dos arredores do veículo, melhor do que seria possível com uma câmera convencional.

Toyota e outros fabricantes de carros vem lentamente adicionando mais tecnologia autônoma aos seus veículos nos últimos anos. Algumas das tecnologias incluem o “Adaptive Cruise Control”, que monitora a distância do carro em relação ao veículo à frente e ajusta a velocidade, assistentes de estacionamento e monitoramento de pontos cegos, que alerta os motoristas sobre veículos “ocultos” antes de uma mudança de faixa.

Durante a CEATEC no ano passado, no Japão, a Nissan mostrou um protótipo de um carro que era capaz de se estacionar sozinho. A Universidade de Stanford e o Google também desenvolveram um protótipo de um carro que se dirige sozinho, baseado em um Audi TTS.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail