Home > Notícias

CES 2013: NHK quer transmitir TV em “Ultra Alta Definição” já em 2015

Novo formato tem resolução de imagem 16 vezes superior à das atuais TVs de alta-definição

Martyn Williams, IDG News Service

07/01/2013 às 1h10

Foto:

A Nippon Hoso Kiokai (NHK), emissora pública de TV no Japão, diz que pode começar a transmitir programação em um formato com imagens de resolução 16 vezes superior à das atuais TVs de alta-definição já em 2016.

Batizado de Super Hi-Vision, o formato está em desenvolvimento já há alguns anos. As imagens tem resolução de 7.680 x 4.320 pixels (8K), ou quatro vezes a resolução do sistema “4K” que vem sendo anunciado pelos fabricantes de TVs como a próxima grande novidade.

O primeiro grande teste do formato foi feito durante as Olimpíadas de Londres, quando a NHK produziu seis canais de cobertura em Super Hi-Vision para exibição em locais públicos no Reino Unido e no Japão. O teste foi “um grande sucesso”, disse Yoshiaki Shishikui, diretor da divisão de pesquisas em sistemas avançados de televisão no laboratório de ciências e pesquisas tecnológicas da NHK.

A reação dos espectadores, que disseram que as imagens davam a impressão de “estar no estádio”, deram à NHK a certeza de que sua aposta no Super Hi-Vision iria se pagar, disse ele durante o evento Storage Visions em Las Vegas, neste domingo. O evento é parte da programação da CES (Consumer Electronics Show), uma das principais feiras de tecnologia no mercado.

Os obstáculos tecnológicos que a NHK tem de superar no desenvolvimento de sua tecnologia são muitos. Um sinal Super Hi-Vision não comprimido demanda uma banda de cerca de 24 Gigabits por segundo, o que torna sua transmissão e edição dentro de uma emissora de TV um desafio. Comprimir o sinal e enviá-lo aos espectadores em tempo real é outro desafio, e um no qual a NHK está trabalhando.

O plano original da NHK era começar as transmissões em Super Hi-Vision em 2020 via satélite, com transmissões terrestres algum tempo depois. A NHK escolheu os satélites para a estréia da tecnologia pois é mais fácil transmitir o sinal através deles do que através de uma rede de transmissores e retransmissores terrestres.

Mas o cronograma foi modificado. A NHK ainda planeja transmissões via satélite em 202 na frequência de 21 GHz, mas primeiras transmissões, para espectadores no Japão, podem começar já em 2016 na faixa de frequência de 12 GHz, de acordo com Shishikui.

Quem é a NHK?

Embora não seja um nome familiar para muitos no ocidente, a NHK tem um longo histórico de inovação na pesquisa e desenvolvimento de tecnologias de transmissão e recepção de TV. A organização, que é financiada pelo governo japonês e por um imposto sobre aparelhos de TV, começou a pesquisa em sistemas de alta-definição em 1964 e foi a primeira a transmitir programação regular em alta-definição em 1991, quando lançou o sistema analógico MUSE. As primeiras imagens em alta-definição de Copas do Mundo e Olimpíadas foram feitas usando câmeras da NHK, já que outras emissoras não tinham acesso à tecnologia.

O Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD) é baseado no padrão ISDB-T, desenvolvido pela NHK (que começou as primeiras transmissões em 2003) e adaptado ao nosso país. O mesmo vale para o 1-Seg, sistema de TV digital usado em dispositivos móveis, como celulares.

Vale lembrar que esta não é a primeira aparição da tecnologia Super Hi-Vision numa CES. Em 2012 a Sharp demonstrou em seu stand um protótipo de uma TV com tela de 85” que já era compatível com o novo padrão. 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail