Home > Notícias

CES 2013: Nvidia anuncia novo processador para smartphones, o Tegra 4

Com novo chip, o primeiro modelo quad-core baseado na tecnologia Cortex-A15, empresa espera se manter competitiva nos mercados de smartphones e tablets.

Martyn Williams, IDG News Service

07/01/2013 às 11h30

Foto:

A Nvidia anunciou durante a CES 2013 o processador Tegra 4, um chip que irá dar mais poder de processamento aos dispositivos móveis e ajudar a empresa a se manter competitiva em um mercado que se move cada vez mais rápido.

O Tegra 4 é o primeiro processador quad-core para dispositivos móveis baseado na arquitetura Cortex-A15, desenvolvida pela inglesa ARM, o que por si só representa um salto de desempenho em relação a chips anteriores como o Tegra 3, baseado na arquitetura Cortex-A9. Além disso, tem 72 núcleos adicionais para processamento gráfico (contra 12 na geração anterior). “Esta coisa está lotada de GPUs”, disse o CEO da Nvidia, Jen-Hsun Huang.

O chip com certeza proporcionará aos consumidores melhor desempenho, mas a dúvida antes de seu lançamento é se os dispositivos móveis realmente necessitam de tanto poder de processamento. Huang tentou responder a esta questão com uma demonstração no palco, onde colocou um tablet Nexus 10, apresentado como “atualmente o tablet mais rápido no mundo” contra um tablet protótipo equipado com o processador Tegra 4. Ambos receberam a tarefa de carregar em sequência 25 sites populares. O tablet com o processador Tegra 4 terminou a tarefa em 27 segundos, contra 50 segundos no Nexus 10.

Isso dá uma média de um segundo de tempo de carregamento por página, contra dois segundos no concorrente. Cabe aos consumidores decidir por conta própria se realmente precisam economizar este segundo.

Huang também mostrou alguns truques que podem ser feitos com o novo processador, como um novo método para fotografia em HDR (High Dynamic Range). A técnica combina uma série de fotos feitas com diferentes níveis de exposição em uma única imagem, para que luzes e sombras sejam igualmente representadas na imagem, e exige muito do processador. Segundo Huang um iPhone 5 leva 2 segundos para capturar as duas imagens necessárias para compor uma foto em HDR, enquanto o Tegra 4 pode fazer e combinar duas fotos quase que simultâneamente.

“É basicamente como HDR com uma só foto”, disse ele. “Onde quer que você consiga fazer uma foto, pode fazê-la em HDR”.

O novo chip é importante para que a Nvidia se mantenha competitiva no mercado de smartphones e tablets. Seu chip anterior, o Tegra 3, conseguiu algum sucesso em aparelhos da HTC (One X) e LG (como o Optimus 4XHD), além de tablets como o Nexus 7 da Google, Surface da Microsoft e Transformer, da ASUS, mas é produzido em um processo de 40 nm. Chips rivais como o Snapdragon, da Qualcomm, são produzidos com um processo mais avançado, de 28 nm.

A medida em nanômetros indica o tamanho do menor componente (um transistor) na superfície do chip, e cada salto na tecnologia traz vantagens para os consumidores. Novos processos de produção, como o da Qualcomm, resultam em menor consumo de energia e chips menores, ou mais poderosos e com o mesmo tamanho e consumo que os anteriores.

Com isso, chips produzidos em um processo mais avançado são atraentes para os fabricantes de dispositivos móveis. E a crescente influência do Snapdragon no mercado de smartphones e tablets é um dos fatores que leva a Nvidia a atualizar sua linha Tegra.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail