Home > Notícias

China impede vendas do Windows após acusação de plágio

Uso indevido de fonte chinesa faz com que Justiça na China exija que Microsoft pare de vender as versões 98, 2000, 2003 e XP do sistema Windows.

Redação do IDG Now!

18/11/2009 às 12h40

Foto:

A Justiça da China proibiu a Microsoft de comercializar o sistema operacional Windows no mercado chinês após acusações de plágio de fontes usadas no software. Decisão divulgada pela Corte Intermediária Número 1 de Pequim nesta quarta-feira (18/11) exigiu que a Microsoft tirasse do mercado e parasse de vender as versões 98, 2000, 2003 e XP do sistema Windows em chinês.

A Microsoft foi alvo de acusações de plágio por usar fontes nos sistemas formuladas originalmente pela empresa chinesa Zhongyi Electronic sem o devido pagamento de direitos autorais. Comunicado publicado no site da Zhongyi Electronic afirma que a Microsoft fechou contrato para usar as fontes em 1994 para o Windows 95.

A gigante de software, porém, continuou a usar as fontes nas versões posteriores, o que se configura plágio, segundo o jornal China Daily. O processo foi iniciado pela Zhongyi Electronic em 2007, com a apelação da Microsoft pedindo que o conselho do Escritório Estadual de Propriedade Intelectual da China examinasse novamente a patente da empresa.

Após ter seu pedido rejeitado, a Microsoft processou o escritório de propriedade intelectual no mesmo tribunal que agora proíbe a venda do Windows. O tribunal também rejeitou o processo iniciado pela Microsoft.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail