Home > Notícias

Chineses querem indenização de US$3,6 milhões por pirataria na App Store

Após descobrir novas versões piratas de seus livros na loja da Apple, escritores da China dobram valor de indenização pedido a companhia; fabricante não comentou

Macworld / EUA

23/02/2012 às 9h31

Foto:

Um grupo de escritores chineses praticamente dobrou o valor da indenização que querem da Apple em um processo que acusa a empresa de Cupertino de vender versões piratas das obras dos autores na loja online App Store.

Na quarta-feira, 22/3, o grupo entrou com uma petição revisada junto a segunda corte de Pequim exigindo que a Apple pague uma compensação de 3,6 milhões de dólares (23 milhões de yuans), cerca de duas vezes mais do que o 1,8 milhão de dólares pedidos inicialmente pelo grupo em dezembro do ano passado.

O aumento do pedido de indenização aconteceu após o grupo descobrir outras 26 obras piratas que estavam sendo vendidas na App Store, de acordo com o executivo do coletivo dos escritores, Bei Zhicheng.

Em julho do ano passado, os escritores contataram a Apple sobre remover os produtos supostamente piratas da App Store, loja da companhia que fica com 30% de todas as vendas feitas na plataforma. Segundo o grupo, a empresa agiu de forma muito lenta para remover os produtos, ou algumas vezes até se recusou a apagar as obras indicadas.

Conforme noticiamos, em janeiro deste ano o tribunal de Pequim aceitou o processo dos escritores contra a Apple. A ação judicial alega que a App Store já hospedou 59 obras pirateadas de nove autores chineses.

Procurada pela nossa reportagem, a Apple não respondeu a um pedido de comentário sobre o assunto.

A Apple teria dito aos escritores para entrarem em contato com os desenvolvedores responsáveis pelos produtos supostamente piratas, afirma o grupo. Mas os desenvolvedores geralmente fornecem pouca ou nenhuma informação de contato na App Store, explica Bei. O grupo estima que os downloads de alguns dos livros pirateados passaram da casa de 1 milhão na plataforma.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail