Home > Notícias

Chip Atom da Intel foca mercado de eletrônicos e de celulares

Novo processador, baseado no x86, está sendo desenvolvido em equipamentos com conexão móvel, como automóveis e celulares.

IDG News Service/EUA

24/07/2008 às 10h53

Foto:

A Intel anunciou na quarta-feira (23/07), que está trabalhando em um novo chip x86 para aparelhos que vão desde eletrônicos de consumo a celulares.

A Intel está desenvolvendo mais de 15 chips baseados no sistema do x86 core encontrados no chip Atom, que podem ser encontrados em equipamentos de internet móvel e laptops de baixo custo.

Leia também:
> Intel lança plataforma Centrino 2
> Primeiro x86 da Intel faz 30 anos

Usando o Atom core, a Intel está tentando aumentar o desempenho e diminuir o consumo de energia nos novos processadores, disse Gadi Singer, vice-presidente de mobilidade da Intel, num evento à imprensa em São Francisco.

Centrais de informação e entretenimento em carros, por exemplo, pedirão conexões à internet de maior velocidade. Logo, os chips precisarão entregar melhor performance por watt, disse Singer. Os novos chips incluirão subsistemas para acelerar aplicativos de vídeo e segurança.

A empresa já disse que está trabalhando no sucessor do Atom, apelidado de Moorestown, que deve ser lançado em 2009/2010. A plataforma inclui um SOC chamado Lincroft, baseado no nanômetro do Atom Core.

A companhia também tem chips baseados no Atom sob desenvolvimento para set-top boxes, incluindo o Canmore, que será lançado no final deste ano e o Sodaville, que deve sair no ano que vem.
++++
Apesar do design de eficiência de energia se encaixar bem em dispositivos móveis, a Intel entra como um desafiante, não como um líder, disse Nathan Brookwood, um analista da Insight 64. O Arm é um líder no mercado de mobilidade.

Muitas outras arquiteturas, incluindo PowerPC, usado pela Freescale e Motorola, e MIPS, usado pela Broadcom, são fortes players neste mercado, disse Bookwood. “A arquitetura do PowerPC tem forte presença nos setores de telecomunicação e automotivo”, completou.

Apesar de a Intel ter sido um jogador bem colocado no mercado há 30 anos, no passado ela viu problemas de plataforma e compatibilidade, disse Doug Davis, vice presidente do grupo de negócios digitais da Intel.

O chip XScale da Intel, construído usando Arm Core, atingiu sua habilidade para liderar com sua própria arquitetura, disse Davis. A companhia vendeu seu processador portátil para a Marvell Technology por 600 milhões de dólares em 2006.

A empresa também anunciou oito chips em sistemas para set-top boxes na quarta-feira (23/07). O chip EP80579, feito usando o Pentium M core, roda entre 600 MHz e 1.2 GHz, com controlador de memória integrado e consome entre 11 watts e 21 watts de energia. A arquitetura Pentium M foi usada para desenvolver os chips, como o design disponível durante o desenvolvimento do chip, acrescentou Davis. No futuro, todos os chips em sistemas serão desenhados usando processador Atom.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail