Home > Notícias

Chip Intel Xeon de seis núcleos deve ser lançado na próxima semana

Analistas afirmam que a companhia deve lançar Xeon 7400 na próxima segunda; companhia aposta em vincular chip com virtualização.

Computerworld, EUA

10/09/2008 às 9h50

Foto:

A expectativa do lançamento do Xeon 7400, o
processador de seis núcleos da Intel, é para próxima segunda (15/09), o mesmo
dia em que começa o evento anual da VMware em Las Vegas, EUA. E a data
escolhida não é coincidência.

O novo chip da Intel é direcionado para usuários
que busquem consolidação e virtualização dos servidores, defendem analistas. Ao
mover várias máquinas virtuais para um chip six-core melhora o gerenciamento dos
sistemas virtuais e também dos físicos.

A Intel não é a única que está apostando na
conferência da VMware para lançar produtos. Vários fornecedores de hardware estarão
colocando novidades no mercado apostando no hype da virtualização.

A Dell, por exemplo, anunciou que a sua
linha de servidores blade PowerEdge, incluindo o M905 de quatro soquetes, pode
suportar 66 máquinas virtuais – seja Citrix XenServer, VMware ou Microsoft
Hyper-V.

Ao descrever o chip de seis núcleos Dunnington,
durante o Intel Developers Forum no mês passado, o vice-presidente executivo da
Intel Pat Gelsinger, colocou a virtualização como um dos processamentos possíveis
para o novo processador.

A AMD também trabalha em seu chip six-core,
chamado Istanbul, que está previsto para a segunda metade do ano que vem.

Nathan Brookwood, analista da Insight 64, vê os chips
de seis núcleos como um produto de nicho para cargas de trabalho transacionais
ou banco de dados que já usam virtualização e ambientes multithreaded (vários núcleos
virtuais emulados sobre um núcleo físico).

O Xeon 7400 foi construído em uma única peça
de silício, ao contrário dos chips quad-core da Intel que foram construídos sobre
dois chips dual-core chips. Como resultado da diferença de arquitetura,
Brookwood afirma que o novo chip pode ter melhor desempenho ao lidar de maneira
mais eficiente com o caching. Ele classificou o chip como "o melhor
processador de núcleos múltiplos da Intel até agora."

Além de gerenciar mais cargas de trabalho,
os servidores com chips six-core consomem menos espaço físico e menos energia, diz
Rich Partridge, analista na Ideas International. Partridge destacou também que
a Intel está buscando atingir usuários que apostaram em Unix ou RISC para o
gerenciamento de cargas pesadas. Não se trata de alguém que quer rodar uma
mesma grande carga sobre os seis núcleos, mas de usuários que querem gerenciar
várias aplicações sobre um hypervisor.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail