Home > Notícias

Chip Shanghai não vai atrasar como o Barcelona, garante AMD

Rival da Intel reafirma que prazo para início da data da venda dos primeiros processadores da linha Shanghai continua intocado.

IDG News Service/EUA

01/10/2008 às 9h01

Foto:

A AMD veio a público acalmar clientes e investidores sobre um potencial atraso na nova linha de processadores Shangai e garantiu que os chips com múltiplos núcleos chegam a tempo no setor.

A companhia lançou a primeira linha de quad-core Barcelona em setembro do ano
passado, mas suspendeu as vendas logo depois ao descobrir um bug no cache de
memória. O processador só voltou ao mercado seis meses depois, prejudicando a reputação
da AMD e abrindo espaço valioso para a Intel.

Pat Patla, gerente geral do grupo de servidores da AMD, disse que a empresa reforçou
seus testes com o Shanghai, outro processador de quatro núcleos, só que fabricado
em 45 nanômetros.

"Nós definimos que, com o Shanghai, não precisamos entregar o nosso
produto antes que esteja estável para engajar [os fornecedores de servidores],"
disse a repórteres em San Francisco, EUA.

A AMD escolheu o engenheiro veterano Raghuram Tupuri para acabar com falhas nos
processos de testes e validação da companhia. E trabalhou de maneira mais próxima
com fabricante de servidores para garantir que os primeiros Shanghai tenham
alta qualidade, garantiu Patla.

Um sinal de que a confiança dos fabricantes de servidores caiu na AMD, Patla confessou
que alguns deles estavam "um pouco hesitantes" sobre usar as
primeiras amostras do Shanghai. A AMD teve que enviar a eles os sistemas
completos para os fornecedores testarem.

Patla garante que o primeiro Shanghai, um processador "mainstream" rodando
a 75 watts, vai estar disponível no último quartil de 2008. Outros dois modelos
entram no mercado no início de 2009: uma versão para blades de baixo poder de
processamento e que consome apenas 55-watt e outra de alto poder de
processamento que consome 105-watt.

O executivo afirma que o Shanghai vai ter um aumento de 35% em performance em média
se comparado com o Barcelona e vai consumir 35% menos energia. A melhoria,
justifica, se dá pela movimentação para a fabricação em 45 nanômetros e a um cache
maior a de 6M-byte Level 3.

AMD, que passa por problemas financeiros, deve anunciar um plano assim que
vender as suas fábricas de chips para diminuir os custos. Patla se
recusou a comentar a estratégia. Ele disse, no entanto, que um anúncio oficial
deve ser feito até o final de 2008.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail