Home > Notícias

Chrome é o navegador que mais cresce, diz pesquisa da NetApplications

Navegador da Google é terceiro em preferência, mas o primeiro em crescimento de uso; IE6 resiste, com 17,6% de participação.

Computerworld/EUA

03/05/2010 às 15h59

Foto:

O Chrome foi o único navegador a ganhar fatia significativa de uso em abril, batendo mais uma vez o Firefox em crescimento.

No fechamento do mês, o Chrome, do Google, respondeu por 6,7% dos navegadores usados para visitar os sites monitorados pela empresa NetApplications. O browser aumentou sua fatia em 0,6 ponto porcentual, de longe o maior ganho entre os navegadores no mês. É o segundo maior acréscimo desde que a Google lançou o programa em setembro de 2008.

Praticamente toda a expansão do Chrome em abril se deu ao custo do Internet Explorer, da Microsoft, que caiu 0,7 pontos porcentuais encerrando o mês a 59,95% - aliás, é a primeira vez que o IE ficou abaixo da marca de 60%. O declínio do IE foi menor que o do mês anterior - ele perdeu quase um ponto de participação em março -, mas ainda é maior que seu declínio médio.

O navegador de código aberto Firefox, da Mozilla aumentou sua participação no mês passado, mas em apenas 0,07 ponto porcentual, chegando a 24,6%. Abril foi o segundo mês seguido que o Firefox cresceu, uma vitória se considerarmos o fato de que ele vinha perdendo terreno por quatro meses seguidos desde novembro de 2009.

Barreira
O Firefox ainda precisa superar a barreira de 25%. No mês passado, Vince Vizzaccaro, vice-presidente executivo da NetApplications, disse que o Firefox estava "numa situação de espera" e explicou que os ganhos, que no passado vinham fácil, foram todos para o Chrome. Parece que foi o caso novamente em abril.

++++

Uma vitória da Mozilla foi que ela convenceu aproximadamente dois terços de seus usuários a atualizar para o novo Firefox, versão 3.6, lançado em janeiro. No fim de abril, 62,3% de todos os usuários do Firefox estavam rodando a versão mais nova, enquanto 23,6% rodavam o Firefox 3.5 e 11,2% o já não mais suportado Firefox 3.0.

O navegador IE8, da Microsoft, também mostrou fortes ganhos no mês passado, com sua fatia de mercado crescendo em um ponto porcentual, para 24,7%. Quando se leva em conta seu 'modo de compatibilidade', o IE8 passa a responder por 27,6% de todos os browsers. Tanto o IE6 quanto o IE7, mais velhos, perderam fatia de mercado, fechando o mês com 17,6% e 12,5%, respectivamente. A queda do IE7 está em declínio, no entanto; a perda média dos três últimos meses corresponde a menos da metade da média dos 12 últimos meses.

Força inercial
O IE6, que comemora mais um aniversário em agosto de 2010, continua a perder mercado, mas pelos números da NetApplications ele ainda tem certa força inercial. Mesmo se manter seu ritmo de queda dos últimos três meses, o IE6 só cairá para menos de 10% em meados de julho de 2012.

O Safari, da Apple, permaneceu em 4,7%. Enquanto isso, o navegador da Opera Software perdeu mercado, caindo de 2,37% em março para 2,3% em abril.

A NetApplications mede o uso de navgadores coletando dados de sistemas de computadores que visitam os 40 mil sites que ele rastreia para clientes de seus serviços de análise. Os dados de abril estão no site da empresa.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail