Home > Notícias

Chrome ganha reforço contra brechas de segurança no Flash

Ao levar o Flash Player para sua nova interface de programação, engenheiros da Google foram capazes de construir uma sandbox tão robusta quanto a do Chrome

Gregg Keizer, Computerworld / EUA

08/08/2012 às 18h12

Foto:

O Google anunciou o lançamento de uma sandbox mais forte do Flash para a versão Windows do Chrome - e, em breve, liberará uma versão também para OS X.

O Chrome 21, lançado em 31 de julho, concluiu os esforços da empresa para levar o plugin Flash da NPAPI (Netscape Plugin Application Programming Interface) para a PPAPI (Pepper Plugin Application Programming Interface) - uma interface de programação padrão própria do Google. Ao fazer isso, os engenheiros da companhia de Mountain View foram capazes de colocar o plugin do Adobe em uma "sandbox" tão robusta quanto a que protege o Chrome em si.

"O Flash para Windows está, agora, dentro de uma sandbox que é tão forte como a nativa do Chrome, e é surpreendentemente mais robusta do que qualquer outra disponível", disse o engenheiro do Chrome, Justin Schuh, em um post para o blog oficial.

Uma sandbox é uma tecnologia anti-invasão utilizada para isolar processos no computador, evitando - ou ao menos dificultando - que crackers com acesso a vulnerabilidades não-corrigidas obtenham privilégios e forcem a entrada de seu código malicioso na máquina.

Anteriormente, a sandbox do Flash para Chrome estava disponível apenas para Windows Vista e Windows 7, mas, com o Chrome 21 e o PPAPI, o Google foi capaz de estender a proteção para o Windows XP.

"É importante dada a ausência de suporte a sistemas operacionais para os recursos de segurança como ASLR (sigla para Address Space Layout Randomization, ou 
Randomização de Layout do Espaço de Endereço, em tradução livre) e níveis de integridade no Windows XP", disse Schuh.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail