Home > Notícias

Chrome OS e Android podem viram um único sistema operacional

Declaração de Sergey Brin logo após o encerramento do anúncio de quinta-feira (19/11) sugere que uma união pode estar a caminho.

David Coursey, da PC World/EUA

23/11/2009 às 18h43

Foto:

Tem sido difícil para o Google explicar o aparente conflito entre o Chrome OS e o Android. Ao dizer que o Chrome é feito para a internet e o Android é para dispositivos – sem especificar exatamente quais, a empresa espera que os usuários realmente acreditem na diferença entre os dois. Mas isso não acontece na prática e o Google sabe disso.

Tal diferenciação é algo que apenas o cofundador da empresa, Sergey Brin pode explicar. Logo depois do anúncio do Chrome OS, na quinta-feira (19/11), o executivo disse aos jornalistas, de modo informal, que os dois sistemas operacionais podiam "convergir em algum momento no futuro". Entretanto, Brin não deu qualquer data específica.

Naquele momento, seus comentários não pareceram importantes e foram brevemente perdidos por causa da excitação causada pelo novo sistema operacional. Passado alguns dias, as pessoas que o ouviram o comentário perceberam que Brin tinha realmente dito algo importante. E mais: isso faz desmoronar todo o conceito por trás do Chrome OS.

Herança comum
O cofundador do Google apontou tanto o sistema operacional Linux e quanto o projeto de motor de navegador Webkit como heranças comuns dos navegadores dos dois sistemas, e para dar um exemplo das forças que aproximam o Android e o Chrome OS.

Durante a apresentação do Chrome OS, outros executivos do Google descreveram uma "perfeita tempestade de tendências convergentes" que, de algum modo, havia levado à decisão de desenvolver dois sistemas operacionais distintos.

A pergunta que não quer calar e se tais tendências de convergência levarão à unificação dos sistemas operacionais. E a única pessoa que pode responder isso, neste momento, é o próprio Sergey Brin.

Já nos perguntamos o que diferenciaria o Android do Chrome OS se ambos fossem instalados em um netbook. Não teria o Android as mesmas coisas que o Chrome tem, além de rodar aplicações Android?

Não seria isso o que os usuários realmente querem? Não seria melhor que um sistema operacional com apenas um navegador e que exija sempre uma conexão à web para usar aplicações?

Separados
É fácil entender por que o Google quer manter o Chrome OS e o Android separados em nossas mentes. O Chrome OS surge como uma plataforma revolucionária, embora pareça ter sido trazido de eras anteriores. O Android, em comparação, é a evolução de algo que já existe.

Na verdade, o Chrome OS é um subconjunto de coisas que existem no Android, no Windows, no Mac OS e, claro, no Linux. É o novo Lite OS, mais rápido e mais magro. Mas, se você misturar o Chrome OS e o Android vai acabar com  ... o a Android!

Será difícil para o Google evitar que as pessoas notem a boa ideia que isso é - e uma ideia que, de certa forma, também acaba com a visão de um Chrome OS feito para funcionar em micros isolados da web.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail