Home > Notícias

Cidade sede da Apple vai parar de comprar computadores da empresa

Após companhia abandonar selo verde do EPEAT, prefeitura de San Francisco anunciou banimento de Macs em seus escritórios. MacBook Pro Retina seria culpado por saída.

Macworld / EUA

12/07/2012 às 16h12

Foto:

A cidade de San Francisco, nos EUA, vai suspender a compra de computadores da Apple após a decisão da empresa em parar de adotar o “selo verde” do sistema do EPEAT (utilizado pelo governo local para determinar o impacto ambiental da tecnologia). 

Oficiais do departamento ambiental de San Francisco disseram ao jornal norte-americano Wall Street Journal que os notebooks e destkops da Apple “não se qualificam mais para compra” e que eles enviariam comunicados sobre o assunto nas próximas semanas. A suspensão não se aplica a produtos mobile da Apple, como iPhone e iPad, que não são classificados pelo EPEAT.

A Apple informou recentemente a retirada dos seus computadores Mac do sistema do EPEAT (Electronic product environmental assessment tool).  Em entrevista para o site The Loop, a porta-voz da Apple, Kristin Huguet, defendeu a decisão da companhia.

“A Apple toma uma abordagem compreensiva para medir nosso impacto ambiental e todos os nossos produtos atendem aos padrões mais rígido de eficiência energéticas apoiados pelo governo dos EUA, como o Energy Star 5.2”, disse. “Nós também lideramos a indústria ao informar as emissões de gás de cada produto em nosso site, e os produtos da Apple são superiores em outras áreas ambientais importantes não medidas pelo EPEAT, como a remoção de materiais tóxicos.”

Leia também:

- Abandono de selo verde pela Apple é risco calculado, dizem analistas

macbookproretina01.png

Novo MacBook Pro Retina seria o culpado pela saída da Apple do EPEAT

O CIO de San Francisco, Jon Walton, disse ao Wall Street Journal, que apoiaria a política e não permitiria mais a compra de computadores da Apple. 

Ainda não está claro a razão pela qual a Apple abandonou o EPEAT, mas especula-se que a decisão esteja ligada ao novo MacBook Pro com tela Retina, que não poderia receber o certificado do sistema. Isso acontece porque a bateria do computador é colada em seu case, o que dificulta a reciclagem.

O movimento de interrupção é considerado altamente simbólico, e apenas 500-700 computadores da prefeitura de San Francisco (1-2% do total) são feitos pela Apple. Um relatório de 2010 mostrava que a cidade gastou apenas 45 mil dólares em computadores da empresa, uma quantia pequena considerando que a Apple vendeu 13,89 milhões de Macs naquele ano.

Mas San Francisco é a terra natal da Apple, o que torna a situação estranha para a empresa situada em Cupertino, região muito próxima da cidade também conhecida pela Golden Gate Bridge.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail