Home > Notícias

Cinco apps de paquera para não passar o Dia dos Namorados sozinho

Uma ajudinha da tecnologia para que você saia do "zero a zero"

Tatiana Olaya

11/06/2019 às 15h35

Foto: Shutterstock

Está chegando um dos dias mais românticos do ano, e com ele uma oportunidade para conhecer outras pessoas. E, quem sabe, alguma coisa mais pode rolar no caminho. Não é nenhum segredo que a tecnologia está facilitando esse processo, por meio do uso de aplicativos. Obviamente, nem todas as vezes os encontros acabarão em amor eterno, mas sempre vale a pena tentar, não é mesmo?

Seja uma história para contar, o começo de um relacionamento ou uma amizade, existem várias plataformas para dispositivos móveis que facilitam dar o primeiro passo. Compilamos cinco dos apps mais populares e que estão disponíveis tanto para iOS quanto Android.

Tinder

É um dos primeiros aplicativos de paquera, e certamente um dos mais usados. O app usa sua conta de Facebook ou pode criar um usuário com seu celular. Você poderá filtrar os possíveis “crushes” de acordo com distância geográfica, faixa de idade e preferências sexuais.

Por lá, você também pode ver as fotos do perfil da outra pessoa, idade, seus interesses e o descritivo que cada usuário coloca no perfil. Também tem acesso ao Instagram (se estiver conectado ao app) e Spotify. Ou seja, você terá um pouco mais de informação para saber se vale a pena dar um "match" ou avançar até o próximo usuário.

Happn

O app ao igual do que o Tinder também conseguirá ver a foto dos potenciais “crush” assim como as outras informações. O grande diferencial é que as sugestões são resultado da sua localização, ou seja, pessoas que fazem parte do seu cotidiano ou que pelo menos já cruzou com você andando na rua ao menos uma vez.

POF

O app parente do Tinder chega para garantir que você terá justamente o que está procurando. Após preencher quinze etapas do questionário, o app apresentará as opções que mais se ajustam às suas preferências levando em conta fatores desde aparência física, profissão, condição socioeconômica e orientação sexual até aspectos mais aprofundados, como visão de vida, valores e religião. Se quer conhecer alguém para algo mais formal, talvez esse seja seu app.

Grindr

 

O app é voltado especialmente para o público gay e bissexual masculino. Por lá, eles podem trocar mensagens e mídia de forma mais privada. A versão mais atualizada conta com editor de fotos que permite aprimorar o material - afinal, uma imagem mais que mil palavras. A ferramenta também oferece opções para estabelecer preferências de estilo: boy nerd, estilo militar, novinho, bissexual, entre outras sugestões.

Wapa

O Wapa é voltado para mulheres bissexuais e homossexuais. A ideia nasceu para garantir mais segurança para elas, uma vez que, claro, há troca de mensagens, mas todos os perfis são verificados e precisam de fotos que não tenham conotação sexual. O vocabulário usado também deve ser moderado para que a usuária não seja bloqueada. Adicionalmente, o app permite interagir sem ter que dar match, o que pode facilitar o papo com a “crush”.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail