Home > Notícias

Cinco coisas que ainda faltam no iPhone 3G S

Conheça quais são os detalhes nos quais o novo smartphone da Apple deixa a desejar, na comparação com outros aparelhos

PC World/EUA

24/06/2009 às 14h06

Foto:

Lançada no dia 19 de junho, a nova geração do iPhone trouxe uma série de melhorias, tanto no software quanto no hardware. Mas isso não significa que não faltam funções para o aparelho. Aliás, o smartphone da Apple ainda carece de recurso muito importantes. Confira nossa lista de coisas que deveriam constar no iPhone 3G S.


1- Armazenamento conectado e fácil de usar

Por que não podemos conectar o iPhone no PC e simplesmente arrastar os arquivos para dentro dele? Essa função facilitaria a vida dos usuários que precisam compartilhar arquivos de forma cada vez mais rápida. Para ler uma planilha do Excel ou um PDF, por exemplo, só é possível abri-los enviando um e-mail para sua conta e abrindo o arquivo no próprio e-mail (alguns arquivos são suportados via Google Docs, também). Entendemos que a Apple quer incentivar a aquisição do serviço MobileMe - que custa 99 dólares ao ano - e armazenar os dados do usuário no iDisk, mas isso não vai acontecer com todos proprietários de iPhone. Com o novo iPhone 3G S de 32GB, faz mais sentido ainda para a Apple liberar essa função e permitir que seus usuários movam dados com maior facilidade.

iphone3gsvetado300
Funções barradas no iPhone 3G S: será que teremos esses recursos na próxima versão?


2- Uma câmera melhor
Sim, a Apple já melhorou sua câmera para 3 megapixels na versão 3G
S. O problema é que na atual competição de câmeras digitais, esse
número não é suficiente. O Nokia N97, por exemplo, oferece 5
megapixels. Outro detalhe interessante seria um botão físico (o próprio
Home) para registrar as fotos. 

Para completar, um software de estabilização de imagem seria um bom
negócio, como também uma melhor capacidade do sensor de iluminação e um
flash com LED (outra função inclusa na maioria dos celulares com câmera
digital). Registrar fotos em sequência também fariam da câmera do
iPhone ficar ainda mais potente.


3. Nova interface para o iTunes

A interface do gerenciamento de dados do iTunes pode ser comparada a uma versão do Windows 3.1 adaptada para o sistema Mac OS X Snow Leopard. Ela é confusa e se opõe à característica simples e minimalistas da Apple. O iTunes está atrasado até mesmo na integração do software com o iPhone e o iPod touch. Não há como ver os arquivos por seus próprios ícones e algumas fotos específicas não podem ser importadas. Se a Apple trabalhar na simplicidade do iTunes, ele terá grandes chances de se tornar uma plataforma - junto ao iPhone – cada vez mais potente e atraente.


4. Maior integração entre o sistema e a internet

O calendário do iPhone só pode ser sincronizado com o Outlook ou o CalDAV. O seu concorrente, Palm Pre, pode ser sincronizado com múltiplas agendas. Tudo bem que o iPhone é capaz de trocar  informações de contatos com o Outlook, Yahoo Address Book, o Google Contacts e o Windows, mas não importa as informações para a agenda pessoal no aparelho.


5. Melhor gerenciamento de arquivos

Por que não há como salvar mensagens de texto como arquivos no
iPhone? Pelo menos com o novo sistema operacional 3.0 podemos “copiar e
colar” uma mensagem para uma nota ou uma mensagem de e-mail, mas não é a mesma coisa que poder arquivar uma tarefa inteira ou enviar tudo ou parte desse documento para você). E o Notes é um aplicativo muito antiquado, que limita o usuário a apenas enviar uma anotação do programa por e-mail. Uma melhoria importante seria fazer esse aplicativo mostrar esses textos aparecerem como arquivos que os usuários poderiam abrir no  Windows
Explorer. Melhor ainda: dar aos usuários do iPhone acesso direto a
esses arquivos e poder fazer backup deles dentro do iTunes (atualmente,
você sincroniza o Notes apenas no Outlook).

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail