Home > Notícias

Cinco observações sobre os resultados da Apple

Investimentos em pesquisa e desenvolvimento cresceram, assim como as vendas no mercado corporativo e na China

Da Redação, com IDG News Service

23/07/2014 às 9h16

Foto:

A Apple acaba de divulgar seus resultados trimestrais. O lucro subiu para
7,7 bilhões de dólares, mas as vendas, em 37,4 bilhões, ficaram abaixo do
previsto. Cinco aspectos ganharam destaque.

Investimento em P&D está aumentando
A Apple passou dos 3,3 bilhões de dólares em gastos com pesquisa e
desenvolvimento durante os últimos nove meses. Representam 3,1% da receita e
devem bater o recorde registado em 2009.

Apenas a empresa sabe onde está empregando esses recurso, mas um bom palpite
inclui o iPhone, que deverá, alegadamente, sofrer uma grande reformulação. O
desenvolvimento de um dispositivo de vestir também pertence à lista de futuros
lançamentos.

Contudo, os gastos de P&D na Apple, face à sua receita, continuam
menores do que os de muitas outras grandes empresas do Silicon Valley.

Se os usuários do iPad estão felizes, esqueçamos as vendas
Com 13,3 milhões de unidades entregues, as vendas do iPad caíram mais de um
milhão em relação ao mesmo período do ano passado. O CEO da empresa, Tim Cook,
disse já estar esperando pela queda, mas admite que os números devem
surpreender o mercado.

Citou indicadores de que os usuários estão felizes com os dispositivos e
sugeriu ter mais trunfos na manga: “A categoria [de dispositivos] ainda está
nos seus primeiros dias e há inovações significativas que poderemos introduzir
no iPad”, disse.

O presente da China Mobile
O CEO manifestou-se surpreso com os resultados na China. As vendas atingiram
5,9 bilhões de dólares. Graças a um novo negócio com a China Mobile, o número
de iPhones vendidos subiu 48%, o de computadores Macintosh cresceu 39%.

Aceleração nas empresas
Quando a Apple anunciou um grande acordo com a IBM, na semana passada, para
introduzir mais iPads e iPhones nas empresas, alguns observadores tiveram
dúvidas. No anúncio de resultados, Cook explicou que a iniciativa está
relacionada ao objetivo de incrementar as vendas de tablets nas empresas, face
à queda nas vendas de PC.

A quota de mercado da Apple no segmento empresarial dos tablets é de cerca
de 20%. “A nossa teoria (…) é a de que o mercado de tablets acabará por superar
o mercado de PC, e está intacta. Temos apenas de levar o mercado empresarial se
mover mais rapidamente”, disse.

E quando sai o iPhone 6 ou o “iWatch”?
Se alguém esperava um indício sequer, sobre isso, não conhece a Apple. Alguns
analistas provocaram Cook, mas há coisas que nunca mudam.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail