Home > Notícias

Cisco tem planos de entrar no mercado de servidores

Com isso, empresa passa a concorrer com parceiros de longa data, como Dell, HP e IBM, e pode disputar o datacenter do futuro.

Redação do COMPUTERWORLD

21/01/2009 às 10h49

Foto:

A Cisco deve entrar no mercado de servidores em pouco tempo. Segundo reportagem do The New York Times, a companhia vai lançar, nos próximos meses, um equipamento baseado em tecnologias de virtualização.

O movimento, além de ser naturalmente arriscado por se tratar de uma área em que a empresa possui pouca experiência e vai enfrentar dura concorrência, se torna ainda mais complexo pelo fato dos grandes players deste mercado, Dell, HP e IBM, serem parceiros de longa data da Cisco.

“Sim, nós vamos competir com alguns dos nossos atuais parceiros. Cooperação entre concorrentes na indústria de TI não é algo novo. Nossa responsabilidade como líderes de mercado é, constantemente, inovar e encontrar novas formas de atender as necessidades dos clientes”, afirmou Padmasree Warrior, CTO da Cisco, em post publicado no blog da companhia.

Segundo a executiva, os períodos de crise econômica são perfeitos para desafiar o status quo. “O sucesso da Cisco sempre foi guiado por investimentos em mercados próximos quando outras empresas sentiam medo”, escreveu Padmasree.

A estratégia da Cisco está baseada no que a empresa chama de computação unificada. Segundo Padmasree, o conceito é uma nova abordagem ao data center, que conecta todos os recursos por meio de uma arquitetura comum para diminuir as barreiras para a virtualização. Ou seja, as plataformas computacional e de armazenamento se unem, em termos de arquitetura, à plataforma de rede.

No ano passado, analistas de mercado já chamavam atenção para uma mudança no mercado de data centers. Em seu blog, Allan Leinwand, sócio da empresa de investimentos Panorama e professor adjunto da Universidade de Berkeley, Califórnia, afirmou que, no futuro, a função do data center será prover recursos computacionais de qualquer natureza para as organizações.

"A questão é quem vai conseguir oferecer esse tipo de serviço com mais eficiência: um fabricante de servidores e virtualização que tem rede ou um fabricante de equipamentos de rede que adiciona servidores blade e virtualização em seu portfólio?", escreveu.

De acordo com o NYT, a Cisco pode lançar o seu servidor em março
deste ano. A ideia é oferecer uma máquina com equipamento de rede
incorporado e software de virtualização da Cisco ou da VMware.

A movimentação também dá um sentido mais claro ao investimento feito na VMware. Em julho de 2007, a Cisco comprou 150 milhões
de dólares em ações
, o que corresponde a 1,6% de particação, da empresa
controlada pela EMC, pioneira em sistemas de virtualização.

Mas, por mais que apresente ideias que façam sentido, a Cisco não vai ter vida fácil no novo mercado, seja pela presença de fortes concorrentes, ou pelo atual momento econômico.

De acordo com dados da IDC, o faturamento do setor de servidores se manteve estável no quarto trimestre de 2008, sem apresentar nenhum crescimento em comparação com o mesmo trimestre do ano passado. Para 2009, a consultoria espera uma queda de 3,8% no faturamento e 2% em unidades.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail