Home > Notícias

Claro avança e pode retomar 2º lugar no mercado nacional de celulares

Após quatro anos atrás da Tim, Claro pode retomar segundo lugar em market share entre setembro e outubro, afirma Teleco.

Daniela Braun, editora executiva do IDG Now!

10/09/2008 às 19h15

Foto:

Entre setembro e outubro deste ano, a Claro deve retomar o segundo lugar em quantidade de celulares ativos no Brasil, seguindo a tendência de crescimento do período de maio a julho. A segunda posição em market share é ocupada pela TIM há quatro anos, revela uma análise do portal Teleco.

A projeção do Teleco mostra que a diferença em volume de celulares entre a TIM e Claro caiu de 1,1 milhão de unidades em maio, para 720 mil unidades em junho e chegou a 460 mil unidades em julho.

A consultoria estima que a diferença chegue a 200 mil unidades no balanço de celulares ativos no país em agosto, que será divulgado pela Anatel na próxima semana, e que a virada ocorra a partir de setembro.

"A Claro está se fortalecendo como marca, liderando a cobertura em 3G e não observamos uma mudança nesta tendência de crescimento", avalia Eduardo Tude, diretor do Teleco.

Além das adições líquidas em celulares nos últimos três meses, o Teleco aponta outros indícios para a virada da Claro ainda no terceiro trimestre: a implantação mais rápida da rede 3G - hoje, em 72 municípios -, a entrada em operação na Região Norte, em julho deste ano, e a agressividade na campanha de lançamento do iPhone 3G no Brasil.

No balanço da Anatel de julho,
a TIM registrou uma participação de mercado de 25,26%, em volume de
celulares ativos, apresentando uma queda em relação aos 25,4%
registrados no mês anterior. A Claro, em terceiro, registrou um market
share de 24,92% - um ligeiro crescimento em relação a junho, quando
tinha 24,87% do mercado. A Vivo se manteve na primeira posição com
30,25% de participação.

"A própria TIM já deve saber deste fato e está se preparando", observa
Tude. Hoje, a operadora anunciou sua entrada no mercado de telefonia
fixa com o TIM Fixo
passando a concorrer com serviços como o Livre, que registrou 1,7
milhão de usuários em julho, e Net Phone, com 4,1 milhões de usuários.

Já em receita, a Tim deve assegurar a segunda posição com 27,6%, no segundo trimestre de 2008, atrás apenas da Vivo (32,8%). A Claro, com 24,6% de participação em receita possui uma desvantagem de 463 milhões de reais em relação à TIM.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail