Home > Notícias

Claro, TIM e Vivo não cumpriram metas de melhoria de serviços em 2010

Segundo Ministério da Justiça, nenhuma das três empresas atingiu integralmente as metas. Participação era opcional

Redação do IDG Now!

16/12/2010 às 15h43

Foto:

Nenhuma operadora móvel cumpriu integralmente as metas propostas pelo Ministério da Justiça para melhoria no serviço e no atendimento a seus usuários, aponta relatório divulgado na quarta-feira (15/12).

As metas fazem parte do Projeto Indicadores Públicos de Defesa do Consumidor, que contempla, além das telecomunicações, os setores bancário, de saúde e de varejo (supermercados).

A métrica tem como base o Cadastro Nacional de Reclamações Fundamentadas, que reúne as reclamações registradas nos Procons estaduais. O período analisado foi de 1.º de setembro de 2009 a 31 de agosto de 2010.

De acordo com o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) do Ministério da Justiça, as empresas Tim, Claro e Vivo aderiram ao projeto e assumiram compromissos de melhoria, na forma de três metas que foram propostas pelas próprias empresas participantes.

Na meta de redução de demandas, a Tim foi a empresa que menos recebeu reclamações nos Procons estaduais na comparação com 2009 - foram 22.663 reclamações, ante 32.521 da Claro e 24.677 da Vivo. No entanto, nenhuma das operadoras alcançou as metas estabelecidas.

A segunda meta, de aumento de soluções através de notificações prévias, o melhor índice de resolução foi o da Vivo (79,7%). Mas a Claro foi a que apresentou maior aumento porcentual dessa taxa - de 57,7% em 2009 para 72,6% em 2010 - e foi a única a atingir sua própria meta. A TIM, por sua vez, alcançou 65,8%.

A útima meta consistia em obter um aumento no número de acordos em processos administrativos de reclamações, geralmente resolvidos em audiências. A empresa que fechou mais acordos foi a Vivo (75%), seguida da Claro (63,9%) e da Tim (59%). Considerada a variação de ano para ano, a Claro foi a única a atingir a meta, informa o Ministério.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail