Home > Notícias

Com alta de 10,6%, publicidade online bate recorde nos Estados Unidos

Setor movimentou US$ 23,4 bilhões em 2008, mas taxa de crescimento cai mais da metade em relação ao ano anterior, afirma IAB.

Redação do IDG Now!

30/03/2009 às 14h39

Foto:

A publicidade online nos Estados Unidos movimentou 23,4 bilhões de dólares em 2008, aumento de 10,6% em relação a 2007, segundo dados divulgados pela Interactive Advertising Bureau (IAB) nesta segunda-feira (30/03).

Segundo os números divulgados, o montante representa o quinto recorde anual de faturamento do setor naquele país e coloca a internet na terceira posição entre as mídias norte-americanas de maior faturamento publicitário, atrás dos jornais (34,4 bilhões de dólares) e da TV (28,8 bilhões de dólares).

Mesmo com o aumento de dois dígitos na receita, o setor de publicidade online mostra uma desaceleração de mais da metade da taxa de crescimento, caindo dos 26% registrados entre 2006 e 2007 para os 10,6% registrados entre 2007 e 2008.

O ritmo menor de crescimento, admite a IAB, tem relação direta com a crise econômica financeira e foi compensada pelo aumento tanto da participação de anúncios em buscas como em vídeos.

Em 2008, os links patrocinados atrelados às buscas renderam 10,5 bilhões de dólares, ou 45% de todo o faturamento do setor - em 2007, a participação era de 42% do total.

Já a publicidade em vídeo dobrou dos 324 milhões de dólares de 2007 para 734 milhões de dólares no ano passado, o que lhe confere participação de 3% no setor.

Ainda entre os displays, os banners mantiveram participação de 21%, com receita de 4,8 bilhões de dólares, seguidos por anúncios rich media, com 7% (1,6 bilhão de dólares), e canais patrocinados, que caíram para 387 milhões de dólares, ou 2% do setor.

O Brasil conta com duas pesquisas que medem a receita publicitária gasta com internet. Enquanto o Ibope Nielsen Online se apoia no preço de tabela de portais e sites para estimar que o país movimentou 1,6 bilhão de reais em 2008, o projeto Inter-meios usa dados de negociações publicitárias das empresas para projetar gastos de 759,3 milhões de reais.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail