Home > Notícias

Com muitos pulos e tinta, Epic Mickey reúne elementos familiares e novos

Famoso personagem da Disney volta aos games em novo título para Wii, que deve chegar às lojas no final de 2010

GamePro / EUA

30/06/2010 às 16h05

Foto:

“Se esse game tiver apelo apenas com adultos, vou sentir que falhei. Se esse game tiver apelo apenas com crianças, vou sentir que falhei. E se esse game tiver apelo apenas com gamers, vou sentir que falhei.” A declaração é do diretor criativo de “Epic Mickey”, Warren Spector.

Do que estamos falando: “Epic Mickey”, uma aventura de plataforma estrelando Mickey Mouse, personagem que a Disney raramente “empresta” para títulos de videogame.

Onde vimos: a Disney organizou encontros privados de 30 minutos na feira de games E3, realizada há algumas semanas nos Estados Unidos.

O que você precisa saber:

“Epic Mickey” possui um tom obscuro, mas não é um jogo muito sombrio. De forma resumida, a trama é sobre o protagonista viajando por uma terra de personagens e lugares esquecidos ou rejeitados da Disney, querendo resgatar Oswaldo o Coelho Sortudo, seu irmão mais velho. Apesar desses conceitos maduros e da potencial tristeza, associada com traição, a equipe de Spector entregou a apresentação com um toque extravagante que permite mais humor e menos emoções pesadas.

Suas escolhas são importantes, mas não se trata de uma dicotomia clara entre bem e mal. Mickey carrega dois itens que podem afetar o mundo ao seu redor – tinta e tíner. Com os dois, ele pode criar ou apagar determinadas partes de Wasteland e dessa forma afetar os personagens que vivem lá para o bem ou para o mal. Opções como essa – e outras relacionadas a resolução de enigmas ou missões secundárias – vão alterar coisas importantes dentro do game, incluindo o próprio personagem principal.

 

mickey1.jpg
"Epic Mickey" vai reunir elementos familiares da Disney, mas também muitas coisas originais
 

Existem três tipos de mapas – Quest, Action e Travel. O primeiro é como uma cidade em um game de role-playing (RPG); você conversa com personagens não-jogáveis, realiza alguns pulos de plataforma e completa missões secundárias. O segundo é onde você realiza mais plataformas além de lutar com inimigos ao marcá-los com tinta. Já os últimos são áreas de plataforma 2D entre os dois outros mapas que Mickey precisa atravessar para chegar a novos locais.

gamesshutter_625.jpg

Algumas partes são verdadeiras coisas da Disney, mas muitos elementos não. Spector disse que seu objetivo era criar um game que fosse familiar para os fãs da companhia, mas ainda existisse além disso, como algo próprio. Para essa finalidade, você verá personagens e locais familiares da Disney, como Smee, de “Peter Pan”; mas muitos lugares, sons, e músicas, são completamente originais. Além disso, não há muitas fadas no jogo, pois, segundo o diretor criativo, a Disney já possui muitos games de fada no mercado.

Você terá de aprender a gostar de pular. A maioria das fases possui um caminho fácil e um difícil para que os jogadores de diferentes níveis possam satisfazer seus estilos de jogo – mas pular é algo muito exigido no game.

Estágio no ciclo de desenvolvimento: um pouco no início. Estava disponível apenas um estágio de cada tipo de mapa durante a demonstração e a equipe de Spector estava mantendo segredo sobre os pontos principais do game, que deve chegar às lojas durante as festas de final de ano.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail