Home > Dicas

Como comprar um novo Mac

Levantamos alguns pontos que você deve observar ao comprar seu primeiro Mac, como compatibilidade com Windows, memória e se vai ser uma máquina de mesa ou notebook.

Macworld/EUA

01/12/2008 às 15h30

Foto:

Com a proximidade do Natal, um novo Mac pode fazer parte da sua lista de compras. É um bom momento, já que a Apple atualizou a maioria dos seus modelos recentemente, com maior ênfase nos notebooks. Aqui vão as nossas dicas para comprar os Macs da linha atual, numa atualização das regras para comprar seu Mac.

Quando a Apple entrou na era Intel, os sistemas mais básicos como o iMac viraram máquinas poderosas, graças às tecnologias dual-core. Agora, quase todo Mac serve para uso geral, até mesmo  para os profissionais. Quem precisa de desempenho encontra uma solução nos iMac topo de linha e o MacBook Pro, mas rápidos.

Até mesmo o Adobe Photoshop, que muita gente prefere rodar em sistemas high-end, funciona bem em qualquer Mac (a não ser, claro, que você precise editar um arquivo gigante).

Se você é um dono de PC com Windows migrando para o Mac, pode ficar frustrado pelo fato de quase nenhuma máquina da Apple ter uma maior flexibilidade para upgrade de componentes. Em um PC, você pode trocar a placa de vídeo, disco rígido e até a placa-mãe e o processador com certa facilidade.

No Mac, esse tipo de mudança é pouco comum. Não dá para trocar o processador de um Mac, são poucas as placas de vídeo compatíveis com Mac no mercado e, para dizer a verdade, os Macs não têm um espírito “faça você mesmo” comuns ao PC.  Com as atualizações de hardware, você teoricamente afasta seu computador da obsolescência. No Mac, você pode fazer isso com o Mac Pro.

Por outro lado, é muito fácil instalar um novo disco rígido em um MacBook ou MacBook Pro, e o upgrade de RAM na maioria dos Macs é uma tarefa simples.

No passado, você precisava de um Mac super-veloz para rodar o Windows mais lento da sua vida, com software de emulação. Um  dos maiores benefícios doa migração para Intel foi permitir instalar o Windows por completo no Mac, graças ao software Boot Camp, da Apple.

Entretanto, se você quer usar o Mac OS X ao mesmo tempo que o Windows, precisa de software de virtualização, como o Parallels Desktop ou o VMWare Fusion. Ao rodar OS X e Windows simultâneos, você precisa de mais memória RAM – ela é um fator muito importante no Mac para rodar software de virtualização, e quanto mais, melhor.

Dito isso, todos os Macs atuais rodam Windows muito bem para uso moderado. Até mesmo o MacBook Air, com seus 2 GB de RAM.

Desktop ou laptop?
No passado, desktops tinham vantagens sobre os notebooks: melhor performance, mais possibilidade de expansão, tela grande, teclado e mouse.

Hoje, as linhas Mac mini (que não é atualizado desde 2007) e iMac usam as mesmas versões “portáteis” dos processadores Intel e memória que as linhas MacBook – velocidade de processador não é mais o fator de decisão. É verdade que os desktops são mais rápidos que os notebooks, mas não por muita diferença.

Com isso (e preços à parte), a única razão para escolher entre desktop ou notebook é a mobilidade – o laptop te dá mais flexibilidade que nenhum desktop pode.

E, quando você quer trabalhar no escritório, sentado à frente da mesa, os notebooks da Apple também são uma alternativa. Todos os notebooks da marca podem ser conectados a monitores externos com resolução de até 2.560 x 1.600 pixels, incluindo o monitor Cinema Display, da Apple, com 30”. A tela de 17” do MacBook Pro é tão grande que você nem precisa de outro monitor.

O mesmo vale para dispositivos de entrada e de expansão.  Pela porta USB, você conecta um teclado externo e mouse, ou até mesmo sem fios via Bluetooth (padrão em todos os Macs). E as portas dos MacBooks (USB em todos, e FireWire 800 e ExpressCard no MacBook Pro) resolvem questões de armazenamento externo e transferência de dados entre dispositivos.

Afinal, que Mac eu devo comprar?
Para a grande parte dos usuários – até mesmo os “power users”, recomendamos o iMac. Embora as especificações técnicas do Mac Pro sejam melhores, o iMac tem recursos “pro”. Com processador dual-core, bastante memória RAM e diversas portas USB e FireWire, ele é uma ótima opção para quem quer comprar seu primeiro Mac.

Quem procura mobilidade deve considerar o MacBook e o MacBook Pro, dependendo de quanto pode gastar. Os notebooks têm poder de fogo como nunca tiveram antes, e ainda funcionam bem em cima da mesa do escritório ou no sofá do café. O MacBook Air é uma alternativa para quem procura maior mobilidade.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail