Home > Dicas

Como construir um Magic-1, o minicomputador feito ‘em casa’ do Google

Montado a partir de componentes elementares e muita programação, ele pode ser usado como servidor web e até para jogar.

Alessondra Srpingmann, da PC World/EUA

21/02/2010 às 22h53

magic_1_150.jpg
Foto:

Quase todo aficionado por tecnologia que sonha construir seu próprio minicomputador esbarra na restrita oferta de microprocessadores. Na Marker Faire Bay Area 2007 foi apresentado o Magic-1 Homebrew CPU, um minicomputador “feito à mão” que causou um bom barulho, mas deixou muita gente desapontada com a pouca informação disponível à época.

O criador do Magic-1, que também é engenheiro do Google, Bill Buzbee, atualizou recentemente seu site na web e incluiu informações detalhadas, esquemas e arquitetura e ainda um diário do processo de construção. Assim, caso queria fazer você mesmo um equipamentos similar, fique à vontade.

O Magic-1 é composto de 74 circuitos integrados do tipo TTL (Transistor-Transistor Logic), chips que foram usados para construir os primeiros minicomputadores e mainframes, ou seja, componentes que podem hoje ser facilmente ser encontrados em lojas de eletrônicos usados. Ao empacotar milhares de cabos à mão, Buzbee conectou centenas desses chips para construir um minicomputador totalmente funcional que funciona a 4,09 MHz e que tem 4 MB de memória. 

magic_1_350
Imagem: homebrewcpu.com

Mas, e quanto ao sistema operacional e demais softwares? Qualquer sistema roda nessa arquitetura customizada? O sistema de Buzbee roda o sistema operacional Minix 2. O problema é que não basta instalar e sair usando o software. O engenheiro dedicou muitos anos para portar o Minix 2 para sua CPU feita à mão. E não foi só isso. Bruzbee ainda precisou escrever parte do código a partir do zero e teve de portar bibliotecas C para o Magic-1 também.

Segundo Buzbee, essa etapa foi um verdadeiro desafio. “Quando o bug que você está tentando eliminar pode envolver qualquer desses elementos - um problema de design do hardware, um fio solto ou quebrado, um problema de codificação, uma falha de compilação, um erro nas bibliotecas runtime C ou mesmo um erro no programa que se está tentando escrever - há muito espaço para diversão”.

Mas, o que se pode fazer, afinal, com um sistema Minix rodando em microprocessador construído a partir de uma porção de portas lógicas e um amontoado de cabos amarrados à mão? Servir páginas web e jogar!

O Magic-1 funciona como um webserver e também é capaz de hospedar uma variedade de jogos.  Quer experimentar? Então acesse o Magic-1 via telnet e utilize o username “guest” e a senha “magic” (sem as aspas) e prove o The Collosal Cave Adventure; Eliza; Conway’s Life; ou Hunt the Wumpus.

O vídeo abaixo, gravado e publicado por Bill Buzbee, documenta parte do seu diário de trabalho.

 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail