Home > Dicas

Como migrar para o Windows 7

Passo a passo orienta como migrar do Windows XP ou Vista para o novo sistema operacional.

Lincoln Spector, da PC World/EUA

02/10/2009 às 19h58

windows7_barreira_150.jpg
Foto:

windows7_barreira_150.jpgSe você está convencido de que é hora de migrar do seu sistema operacional atual - seja ele o Windows XP ou Vista - para o Windows 7, saiba que o este é um procedimento que envolve lidar com problemas, uma boa dose de ansiedade e, vez por outra, com situações desastrosas.

Mas, se tomar determinadas precauções, reunir todo o material necessário e esperar pelo melhor estando preparado para o pior, é provável que a migração ocorra sem perda de qualquer funcionalidade e nenhum cabelo branco adicional em sua cabeça - se é que você ainda tem algum.

A partir daqui assumimos que: você decidiu migrar; sabe que seu PC é compatível com s requisitos básicos necessários para instalar o Windows 7 e você já está de posse da licença do novo sistema operacional.

Se você ainda não verificou a compatibilidade de seu hardware, faz o download e execute o Windows 7 Upgrade Advisor. Como regra geral, se o PC já está executando o Vista, então provavelmente ele está compatível com o Windows 7.

win7_migrar_01.jpg

Existe ainda outra decisão importante que precisa ser tomada. Você quer fazer uma atualização a partir da instalação atual do Windows ou partir para uma instalação novinha em folha? A atualização ou upgrade é, certamente, o método mais simples - todas as aplicações, configurações e dados irão juntos, e após o término da instalação é provável que você não tem que tomar qualquer ação adicional.

Leia também: 
>> Windows 7: dez coisas que a Microsoft precisa consertar nele
>> Saiba quanto vai custar o Windows 7 no Brasil
>> Quem está no XP deve migrar ou não para o Windows 7?
>> Conheça as dez melhores coisas que existem no Windows 7
>> Três coisas do Vista que farão falta no Windows 7

Agora, se optar por uma instalação nova - ou como a Microsoft denomina, customizada -, será necessário configurar usuários e rede, reinstalar drivers e todos os programas e, claro, mover todos os seus dados pessoais (um backup deve ser feito antes) para a nova instalação. É claro que uma instalação nova fornece um ambiente mais limpo de todo tipo de lixo que o Windows acumula conforme vai sendo utilizado.

Se você ainda está usando o Windows XP, a decisão já foi tomada: só é possível fazer uma instalação nova.

De qualquer maneira, as instruções que se seguem são aplicáveis para qualquer situação e você será avisado caso as dicas se apliquem a apenas uma situação em particular.++++

Prepare seu computador
Há pouca coisa que o usuário precisa fazer antes de inserir o DVD do Windows 7 no drive. A primeira, considere problemas relacionados a drivers. Se estiver migrando do Vista, você não terá problemas com isso. Caso esteja vindo do Windows XP é bem provável que isso ocorra.

Assegure-se de obter os drivers para a placa gráfica, placa de som e adaptadores de rede. Se faz uso de mouse ou teclado sem fio, procure drivers atualizados para eles também. Se não estiver certo do que isso significa, visite o gerenciador de dispositivos do sistema operacional.

No Windows XP, selecione Iniciar, clique com o botão direito do mouse em Meu computador, selecione Propriedades, clique na aba Hardware e depois no botão Gerenciador de Dispositivos. No Vista, clique em Iniciar, digite device manager e tecle Enter. Não se esqueça de verificar os drives para impressoras e scanners.

Uma vez que conheça os dispositivos, como obter os drivers necessários? Vá até o Centro de Compatibilidade do Windows 7. Por ora, ele ainda não está funcional, mas o seu equivalente para o Vista vai ajudar, especialmente para quem está migrando a partir do Windows XP. A alternativa é visitar o site do fabricante dos dispositivos para localizar o drive desejado.

E por falar em hardware, esta pode ser uma boa oportunidade para atualizar o firmware de seus dispositivos, especialmente se você não tem o hábito de fazer isso regularmente.

Independentemente de quão precavido você seja, a atualização de um sistema operacional pode, sim, ser uma experiência terrível. Alguns programas importantes bem como dispositivos podem não funcionar no ambiente novo. O Windows 7 pode não iniciar ou, quem sabe, a nova interface não agrade. Qualquer que seja o motivo, é preciso garantir uma forma de voltar atrás, para o ponto em que se estava antes da instalação.

Uma imagem ISO do seu disco rídigo torna as coisas mais simples, dependendo da maneira como for feita, já que permite restaurar tudo que está no seu HD: Windows atualmente instalado, aplicativos, dados e tudo o mais.

Para criar uma, você vai precisar de um HD externo e um programa para criar imagens ISO. Recomendamos utilizar o Macrium Reflect, mas qualquer outro servirá.

Conecte o disco externo antes de criar a image, selecione o drive que deverá ser copiado e indique a unidade externa como destino. Assegure-se de criar também um CD/DVD de recuperação (no Macrium Reflect, está no menu Other Tasks), antes de começar a atualização.

Uma imagem backupt de um HD muito grande pode levar horas para se ser feita. Por isso, sugerimos deixar o precesso sendo realizado durante a noite e continuar com a migração na manhã do dia seguinte.

Caso esteja fazendo uma atualização “simples” do sistema operacional, o trabalho de preparação já está concluído e você pode ir para o item “Instale o Windows 7”, abaixo. Caso esteja planejando realizar uma instalação limpa, ou customizada, esteja preparado para alguns passo a mais.

Localize todas as versões de instalação de todos os aplicativos que existem atualmente no seu disco rígido e que você deseja manter. Caso tenha comprado um programa que veio em um meio físico, você irá precisar dos discos. ++++

Se o aplicativo foi adquirido por meio de download, é necessário localizar o arquivo de instalação ou baixar a versão mais recente dele (aliás, esta é a melhor alternativa).

Sugestão: faça uma pilha com os CDs de instalação e coloque os arquivos de instalação dentro de Meus documentos.

Você também irá precisar das licenças para provar que comprou os aplicativos. No caso dos softwares que vierem em CDs/DVDs, estes números estão ou no próprio disco ou em sua embalagem. Nas versões compradas por download, no e-mail de confirmação que trouxe o link para baixar o aplicativo.

O que fazer caso não encontre a licença? Abra o programa em questão, selecione a opção de ajuda e Sobre. Há uma grande chance de o número da licença ser exibido lá. Anote-o cuidadosamente. Caso contrário, tente contatar o desenvolvedor para ver se ele pode ajudá-lo nisso.

win7_migrar_02.jpg

Um aplicativo chamado Product Key Explorer promete ajudá-lo, mas em nossos testes ele nem sempre funcionou. A versão gratuita não permite salvar nem imprimir o que é encontrado, mas você pode anotar os números de licença que ele encontrar (faça isso com cuidado!) ou então pagar 30 dólares pela versão completa do software.

Instale o Windows 7
Respire fundo e prepare-se para mergulhar na nova geração do Windows. Há duas formas de iniciar a instalação. Pode-se dar boot com o DVD do Windows 7 Upgrade ou inserir o DVD na sessão do Windows atual e começar a partir de lá.

Quem optou por fazer a instalação de atualização terá de começar já com o PC com o Windows atual carregado. No caso da instalação a partir do zero, qualquer dos dois métodos irá funcionar.

win7_migrar_03.jpg

Que páginas e mensagens do assistente são exibida e em que ordem dependerá de como se iniciou a instalação, o que já existe no PC e as escolhas feitas pelo usuário. Mas há algumas opções que você com certeza irá se deparar ao longo do processo.

Logo no início, uma opção será exibida para que se escolha entre o modo de verificação de compatibilidade ou instalação. A primeira opção irá levá-lo para a página web do Windows 7 Upgrade Advisor. Como você já passou por esta etapa nos preparativos, clique em Instalar agora.

Depois de aceitar o termo de licenciamento, você terá de dizer ao assistente o tipo de instalação que deseja realizar, se atualização ou customização, conforme já explicado anteriormente.

É provável que seja perguntado para escolher uma partição. A não ser que o objetivo é ter um PC com mais de um sistema operacional, escolhe aquela onde o Windows atual estiver instalado.++++

Caso esteja fazendo uma instalação de atualização, uma relatório de compatibilidade será mostrado. É provável que ele traga algumas advertências (por exemplo, sobre a não disponibilidade do Windows Mail após a instalação). Ele também pode pedir que a instalação seja cancelada ou que seja desinstalado um determinado aplicativo problemático ou driver. Nosso conselho é que você faça o que o assistente indicar.

Em uma instalação limpa (ou customizada), uma janela de advertência irá avisar que você irá perder a versão atual instalada do Windows. Mas você não vai, porque fez o backup! A advertência também afirma que você não irá perder seus arquivos. Eles serão movidos para uma nova pasta denominada C:/Windows.old.

Quando a caixa de instalação do Windows aparece com suas tarefas automatizadas (Copiando arquivos do Windows, Extraindo arquivos do Windows etc.) é hora de relaxar. O processo pode, facilmente, levar uma hora ou mais para ser completado.

win7_migrar_04.jpg

O assistente pode eventualmente ser exibido novamente, mas agora já dentro do Windows 7. Neste caso, um grupo de novas perguntas (a maior parte autoexplicativas) será mostrado. Duas delas merecem atenção:

Você não tem de entrar com o número da licença quando for pedido (mas terá de fazer isso posteriormente). Se clicar em Avançar com o campo em branco e clicar em Não, a instalação irá continuar. Você sempre pode entrar com o número da licença e ativar o Windows uma vez que ele já esteja rodando e você, satisfeito com ele.

A página, cujo título diz “Ajude a proteger seu computador e melhorar o Windows automaticamente” oferece opções de como o Windows pode atualizar a si próprio. Recomendamos a opção intermediária (Instalar apenas as atualizações importantes).

Quando o assistente terminar, o PC será reiniciado (não será a primeira vez durante a instalação, mas será a última) e você verá pela frente o seu novo Windows 7 instalado.

Para quem fez a instalação por atualização apenas, o trabalho está concluído e pode parar por aqui. Quem optou por uma instalação limpa, ainda tem alguns passos pela frente.

Etapas complementares e Ajustes
Uma vez instalado o Windows 7, relaxe em sua cadeira e gaste um tempo para conhecê-lo, vale a pena. A não ser que a resolução do seu monitor seja bem baixa e todos os objetivos na tela muito grandes.

Nesse caso, clique com o botão direito na área de trabalho do desktop e selecione Resolução de tela para solucionar o problema. Pode ser que você tenha de fazer isso depois de reinstalar o drive da placa de vídeo.

Procure pelo ícone de uma bandeira no canto inferior direito, onde o bandeja do sistema costumava ficar. Caso esteja lá, clique nela para ver uma relatório de problemas. ++++

É provável que ela indique que você precisa de um software antivírus (coisa que você já sabe!) e que o Windows Defender ainda não foi executado em seu computador. Mas também é provável que haja alguma informação útil lá.

Após resolver os problemas que tenham sido apontados lá, é hora de lidar com os drivers. Se você fez uma atualização a partir de um PC já com Vista (aliás a única versão a partir da qual isso é possível), você provavelmente vai descobrir no Gerenciador de dispositivos que tudo está corretamente instalado.

Quem fez uma instalação novo a partir do Vista pode encontrar alguma falha – mas os problemas serão fáceis de resolver. Agora quem está vindo diretamente do Windows XP pode ter desafios bem maiores.

Selecione Iniciar, digite device manager e pressione Enter. Repita o procedimento a seguir para qualquer item que esteja acompanhado por um ponto de exclamação:

Dê um clique duplo sobre o item e clique em Atualizar Driver.
Selecione Buscar automaticamente por atualização de driver e espere pelos resultados. E torça para que o problema seja resolvido.

win7_migrar_05.jpg

Se isso não ocorrer e você tiver feito uma instalação nova a partir do Vista, clique em Atualizar Driver novamente e, depois, em Procure neste computador por um drive. No caminho, digite C:\Windows.old\Windows e assegure-se de selecionar Incluir subpastas antes de clicar em Avançar.

Isso deve resolver o problema porque junto com seus dados, o programa de instalação também copiou todos os arquivos do Windows para esta pasta, incluindo os drivers. Só que o Windows 7 não sabe onde achá-los e você precisou dar uma mãozinha.

Essa solução não irá funcionar para quem estiver vindo diretamente do Windows XP, mesmo que os drivers antigos estejam nessa pasta. O motivo: os drivers do XP não são compatíveis com os do Vista (e eis porque houve tantos problemas durante o lançamento do Windows Vista).

Antes de tentar resolver o problema, instale atualize todas as ferramentas de segurança necessárias – antivírus, firewall etc. A razão disso é que você vai mergulhar no inseguro e perigoso mundo da web em busca de uma solução para o problema dos drivers.

Vá novamente ao Windows 7 Upgrade Advisor e procure pelo dispositivo problemático lá. Se esta busca não resolver, procure pelo nome do dispositivo e Windows 7 driver. Ou quem sabe por Vista driver. Isso deverá fornecer solução para o problema.

Se a migração foi feita a partir de uma atualização, o processo está quase no fim (caso queira, dê uma expiada em Dicas finais para alguns conselhos adicionais). Agora, caso tenha feito uma instalação limpa, sentimos informar que ainda há trabalho a ser feito.

O primeiro deles consiste em reinstalar todos os seus aplicativos – aqueles mesmos que foram identificados antes da instalação do Windows 7. Os arquivos de instalação via download, que foram armazenados em Meus documentos, agora estão na subpasta ou em C:\Windows.old\Documentos ou Settings\logon\Meus Documentos.++++

Comece pelos aplicativos de segurança, caso ainda não os tenha instalado. Os demais podem ser instalados em qualquer ordem. O processo é burocrático, mas em breve tudo estará instalado. Aproveite para ver se não há versões atualizadas dos aplicativos; caso haja, faça a instalação.

Você criou uma conta de acesso ao sistema logo ao final da instalação do Windows 7, para se outras pessoas tinham acesso ao PC, será necessário recriar as contas. Caso não se lembre de todos os nomes da contas de usuário, use as pastas que estão dentro de c:\windows.old\users (ou c:\windows.old\documentos e configurações, caso esteja vindo do Windows XP) como referência. Para criar contas, selecione Iniciar, Painel de Controle e clique em Adicionar e remover contas de usuários.

win7_migrar_06.jpg

Você não precisar criar uma conta Pública nem compartilhada; elas já estão lá.

Agora é chegada a hora de restaurar seus dados. Felizmente, graças à pasta C:\Windows.old, este passo é relativamente fácil. Selecione Iniciar, digite C:\users e pressione Enter. Caso você ainda não tenha a pasta c:\windows.old\users (ou c:\windows.old\documentos e configurações) aberta, faça isso agora.

Neste ponto você terá duas janelas do Explorer abertas. A janela Windows.old, que chamaremos de fonte, contém seus dados. Já a janela C:\users, que vamos chamar destino, é onde os seus dados deveriam estar. Repita o procedimento abaixo pra cada pasta ou usuário que tem acesso ao PC:

1) Abra o respectiva pasta em cada uma das janelas
2) Assegure-se de que os itens ocultos estejam realmente ocultos. Caso você veja uma pasta Dados de Aplicativos (AppData) no destino, selecione Organizar, Pasta e opções de busca. Clique na aba Exibir. Selecione Não mostrar arquivos, pastas e drives ocultos e clique em Ok.
3) Arraste todas as pastas – não os arquivos individualmente – da origem para o destino.
4) Você irá receber uma série de perguntas enquanto os arquivos são movidos. Quando o Windows disser que você deve ter permissão de administrador, assegure-se de que a opção Faça isso para todos os itens esteja selecionado e clique em Continuar. Se a mensagem for O destino já tem uma arquivo chamado..., selecione Faça isso para todos os itens e clique em Sim. E se a mensagem informar que já existe uma arquivo com o mesmo nome, selecione Faça isso para os próximos conflitos e clique em Mover e Substituir.

O Windows XP mantém fotos, músicas e vídeos dentro de pastas que ficam em Meus documentos. Já o Vista e o Windows 7 os guarda separadamente. Se você acha que isso pode acarretar problemas, saiba que o Windows 7 é inteligente o suficiente para colocar cada coisa em seu lugar.

Depois que tiver tratados suas pastas, repita o processo acima para mas pastas públicas. Quem está vindo o XP não possui pastas públicas e sim pastas compartilhadas, que devem ser movidas para a pasta pública do destino.

Neste ponto, o Windows 7 está pronto (mesmo!) para ser utilizado. De qualquer forma, mantenha a pasta Windows.old por algum tempo. Pode ser que algo importante tenha ficado lá sem ser movido para o novo destino. E você sempre poderá ir atrás dessa preciosa informação que, com certeza, estará lá.

Dicas finais
Caso você não tenha fornecido o chave de ativação durante a instalação do Windows 7 é uma boa hora para fazer isso agora. Selecione Iniciar, digite activate e pressione Enter. Clique em Ativar o Windows online agora e siga os passos indicados pelo assistente.

Uma última sugestão. Uma vez que o Windows 7 esteja configurado do jeito que você gosta, crie outra imagem ISO e a mantenha em segurança. Dessa forma, caso tenha de reinstalar o Windows por qualquer motivo, basta apenas fazer a recuperação a partir desta imagem, economizando uma série de etapas e muito mais rapidamente.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail