Home > Notícias

Como no iPhone: hackers lançam jailbreak para Windows Phone 7

Segundo o grupo, a sua intenção não é favorecer a pirataria, mas aproveitar todo o potencial da plataforma móvel da Microsoft

Redação do IDG Now!

26/11/2010 às 9h59

Foto:

Um grupo de desenvolvedores lançou na última quinta-feira (25/11) o primeiro jailbreak para o recém lançado Windows Phone 7. Com o método, é possível desbloquear os smartphones com a plataforma e instalar aplicativos que não tenham sido publicados na loja Marketplace. O processo de jailbreak é popular entre usuários de dispositivos com o iOS, sistema operacional do iPhone, iPod Touch e iPad.

Segundo o grupo, a intenção não é infringir os direitos de propriedade de outros desenvolvedores ou favorecer a pirataria, mas sim aproveitar todo o potencial da plataforma da Microsoft.

"Nós não apoiamos qualquer tipo de pirataria dentro de dispositivos Windows Phone 7. Pretendemos, sim, que os aparelhos possam rodar aplicações que ainda não foram aprovadas", comunicou o grupo no site ChevronWP7, que nomeia o recurso de desbloqueio.

Para liberar o aparelho é preciso utilizar um PC com no mínimo Windows XP SP2, um cabo USB e baixar um arquivo executável. "A instalação é totalmente segura e reversível", comentou o texto.

Destaques
A Microsoft trouxe novos conceitos ao mercado de smartphones. Em vez de uma tela inicial não customizável, como a do iPhone, ou cheia de widgets como a do Android, o Windows Phone 7 conta uns quadrados grandes que são o meio-termo entre um e outro: ao apertá-lo, o usuário abre um aplicativo, como um ícone, mas eles também exibem informações importantes em sua área selecionável, como um widget. O problema é que os quadrados são grandes, e para o usuário chegar ao programa procurado, terá que fazer muito scroll (rolagem) pela tela.

Ainda assim, nesse quesito, o Windows Phone vence seus competidores devido a sua simplicidade. O iPhone, por outro lado, perde, pois é pouco customizável e exibe poucas informações em sua home.

Outro ponto interessante do sistema da Microsoft é que ele agrega várias funções em hubs, uma mistura de pastas com telas. Cada um deles (Marketplace, Office, Pessoas, Fotos, Xbox Live, e Zune) integra tanto o aplicativo nativo quanto os programas de terceiros. Por exemplo, no hub “Pessoas”, você pode não só ver as atualizações de seus contatos no Facebook, como também comentá-las.

Da mesma forma, o hub Xbox Live, como não poderia deixar de ser, se integra à famosa rede de games de mesmo nome, e o do Office permite criar, visualizar e editar documentos no Word e no Excel, além de dar acesso ao Office Share Point - infelizmente, o Power Point não é oferecido. Já as músicas, vídeos e podcasts ficam no hub Zune, que também conta com a loja virtual de conteúdo. Tudo muito fácil de usar.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail