Home > Notícias

Condemned2: Bloodshot exagera na ação e violência

Game para Xbox360 e PS3 reúne todos os elementos possíveis dos jogos proíbidos. É necessário sangue frio e muita maldade para encará-lo.

Rafael Corassa

23/04/2008 às 18h09

Foto:

Se você curte um game violento, jogue Condemned: Bloodshot, da Sega. Degolar um inimigo pelas costas, torturá-lo sem piedade ou simplesmente ver seus miolos explodirem, são os ingredientes mais leves da jogatina que dura onze horas.

Veja o vídeo (não indicado para menores de 18 anos). (Em Espanhol)


No game em primeira pessoa, você se encontra na pele de Ethan Thomas, um ex-policial da força especial, totalmente desequilibrado e alcoólatra. Em meio a uma cidade dominada por bandidos, assassinos e estupradores, ele tem a missão de encontrar um Serial Killer que nenhum outro investigador é capaz de deter.

Durante as investigações, o ex-policial sofre com aluninações que o deixam cada vez mais agressivo e depressivo. Para acalmá-lo é necessário encontrar e tomar garrafas e garrafas de whisky. A reação do personagem é assustadora. Percebe-se, em um primeiro momento,  a sensação de alívio do sujeito com os drinques e, logo depois, uma agressividade descontrolada.

Durante o jogo, o ex-policial assume que o whisky é a única coisa capaz de mantê-lo vivo para investigar crimes tão cruéis e enfrentar um mundo com pessoas tão asquerosas.

O completo inferno de violência leva Ethan a diversos cenários, como um vilarejo abandonado, um refúgio de montanhas ou um museu medieval. Nos diferentes locais o ex-policial enfrenta rivais cada vez mais preparados e perigosos. Tudo isso por que a inteligência artificial do jogo é magistral.

gamesshutter_625.jpg

É normal, por exemplo, você achar que matou um sujeito e, quando menos esperar, ele levantar e te agredir pelas costas. Ou o inimigo escolher uma arma específica te fazer sofrer…ou apenas te amarrar e golpear com tapas na cara e chutes violentos até acabar com toda sua energia. Note a crueldade…

No meio de tanta violência, destaque para os combates corpo a corpo. Socos na cara, chutes, voadoras, cotoveladas, marretadas, garrafadas, mesadas…como arma, vale o que encontrar pela. Detalhe: isso serve para Ethan e para os delinquentes.

Uma dica é detonar o inimigo e deixá-lo tonto. Depois, pegue o cara pelo pesco, leve para um canto escuro e escondido e detone-o de socos. Ah! Não bastasse a pancadaria estilo “Clube da Luta”, o personagem e os rivais também dispõem de armas de fogo.

++++
Gráficos e sons

Um detalhe que vale atenção são os ruídos do jogo. Caminhar pela cidade escura e apenas escutar passos sinistros, sem saber de onde vêm, é assustador. 

Outro ponto são os sussurros dos rivais. É possível sentir a respiração cansada, de tanto apanhar, ou diminuindo até parar…ou morrer.

Graficamente o título é muito superior que o seu antecessor. O game apresenta excelentes cenários, especialmente nos interiores, que representam 80% do jogo.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail