Home > Notícias

Conexão sem fio à internet de 21 Mbps por 44 reais? Na Áustria tem

Oferta de banda larga móvel com tecnologia HSPA ainda é pequena e, entre os países nos quais está disponível, os preços variam bastante.

IDG News Service/Estocolmo

13/04/2010 às 21h02

Foto:

Operadoras tem oferecido pelo mundo serviços de banda larga móvel de até 21 Mbps via tecnologia HSPA, mas com preços que variam dramaticamente, de 75 dólares mensais na Austrália a apenas 25 dólares na Áustria.

O pacote de serviços também varia. A quantidade de dados incluídos na mensalidade de HSPA varia de 5 GB a 20 GB, e pelo menos um provedor – o StarHub, de Cingapura - permite aos usuários navegar à vontade.

Operadoras como a Telstra da Austrália cobram mais por causa de questões ligadas à competição, explica o diretor de pesquisas do Gartner, Nick Ingelbrecht. A Telstra cobra mais por que tem a mais cobertura, bom backhaul, recursos de marketing e diversas oportunidades de venda cruzada, diz.

Do outro lado do espectro de preços está a austríaca Mobilkom, que cobra 25 dólares (44 reais) por mês por 19 GB. O preço baixo resulta de uma guerra comercial no mercado móvel da Áustria, segundo porta-voz da operadora.

Geografia também pode explicar as diferenças de preço. Oferecer cobertura em um país pequeno é muito mais barato que montar uma rede nacional em países como a Austrália, que é 90 vezes maior que a Áustria.

Concorrência com ADSL
Mas competição nem sempre é sobre disputa de preços por diversas operadoras. A oferta barata de conexão ADSL também pode influenciar bastante, lembra Peder Ramel, CEO da 3 Scandinavia, que na Suécia cobra 35 dólares mensais por um serviço de 21 Mbps.

“Foi apenas quando baixamos nossos preços para nos equipararmos ao ADSL que as vendas de banda larga móvel decolaram”, disse Ramel.

++++

Isso poderia explicar a diferença de preços entre Europa, EUA e Canadá. Nesse último, assinantes da T-Mobile e da Rogers Communications pagam entre 50 e 65 dólares por mês.

O custo médio do megabit por segundo durante o último trimestre de 2009 foi de cerca de 5 dólares na Europa Ocidental, enquanto nos EUA e no Canadá foi mais que o dobro, de acordo com dados da empresa de pesquisa de mercados Point Topic.

Loop local
Em muitos países europeus, os reguladores aplicaram regras para aumentar a competição no loop local, o link que conecta assinantes à operadora de rede, explica Oliver Johnson, CEO da Point Topic.

Nos EUA, o loop local não foi aberto na mesma extensão. Como consequência, os usuários de banda larga dos EUA, móveis e fixos, pagam o preço com taxas mensais mais caras.

A Ásia tem o preço mais barato por megabit, tanto em fibra como em DSL, de acordo com a Point Topic. Curiosamente, essa vantagem não aparece nas conexões HSPA. A StarHub e a CSL de Hong Kong cobram cerca de 60 dólares por mês.

Até agora cerca de 40 redes HSPA, com velocidades de até 21 Mbps, foram lançadas pelas operadoras, segundo dados recentes da Global Mobile Suppliers Association.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail