Home > Notícias

Conheça a trajetória dos portáteis da Apple

O primeiro Macintosh Portable pesava 7.2 kg. Quase não dá para acreditar que, anos depois, o Mac Book Air pesa apenas 1.3 kg. Veja as fotos.

25/04/2008 às 10h59

Foto:

Não é de hoje que a Apple gosta de inovar. Em 1989 a empresa apresentou o Macintosh Portable, com processador Motorola 6800 de 16MHz. O "portátil" pesava 7,2 kg.

>> Galeria de fotos: Veja a geração dos portáteis da Apple
>> Galeria de fotos: Veja como foi a evolução do iMac, da Apple
>> Galeria de fotos: Veja todos os iPods da Apple em 13 fotos

Em 1991, a Apple tratou de substituir o Portable pelo PowerBook, com seu visual cinza, mouse trackball e disco rígido de até 40 MB. Já em 1992 foi a bola da vez era o PowerBook Duo. O pequeno notebook recebeu esse nome por ser um "pequeno" companheiro da linha tradicional do PowerBook.

A chegada do Blackbird (apelido do PowerBook série 500) mudou a interatividade do usuário com a máquina, substituindo a trackball por um trackpad. Com a série 5300 chegam os primeiros notebooks Apple com os processadores PowerPC, de até 117MHz.

Em 1997 a Apple equipou um notebook com design mais agressivo com um processador PowerPC G3. O modelo PowerBook G3 foi um dos primeiros a apresentar uma configuração mais maleável, com inúmeros opcionais.

Voltado para o mercado consumidor, com processador PowerPC G3, 32MB de RAM e cores vivas o primeiro modelo de iBook chamava atenção por seu design. A série iBook conquistou o mercado e passou por três gerações, com a última equipada com o PowerPC G4.

Um toque metálico que revigorou o design da Apple. Essa foi uma das novidades do PowerBook G4, lançado na versão Titanium em 2001 e Aluminium em 2003. Os notebooks já eram equipados com placas gráficas GeForce, processador de até 1,5GHz  telas com alta resolução.

A união da Apple com a Intel começou em 2006, com o lançamento do MacBook Pro com processador Core Duo. A parceria revolucionou a computação e a Apple. O MacBook Pro é até hoje o modelo "top" de linha dos notebooks da maçã.

O iBook, voltado ao consumidor e com conectividade ampliada, grande número de portas e agilidade no transporte pegou carona na onde 2 Duo e se transformou no MacBook, uma solução mais que satisfatória para o público doméstico, que precisa de uma máquina potente e não muito cara.

Leveza. Essa é a proposta do último ramo na árvore genealógica portátil da Apple, o MacBook Air. Além de ser ultraleve, o Air possui uma interface de toque similar à do iPhone, o que facilita o uso do Leopard.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail