Home > Notícias

Conheça oito excelentes jogos de ação para Android

Nada melhor que uma partida rápida de um jogo para passar o tempo numa fila ou enquanto espera o ônibus. Experimente estas nossas sugestões para se distrair em grande estilo.

Cassandra Khaw, PCWorld EUA e Rafael Rigues, PCWorld Brasil

09/05/2013 às 15h46

Foto:

Algumas vezes tudo o que você precisa é de uma partida rápida de um jogo para se distrair. E mesmo que tenha um console de última geração ou PC todo incrementado em casa prontinhos para jogar, eles não serão muito úteis enquanto você estiver esperando o ônibus.

É aqui que entram os jogos para smartphones. No Android os jogos de ação vem em todos os tipos e formas, dos mais casuais como o cartunesco Zombieville USA a títulos tão sofisticados que não fariam feio em um console tradicional, como Modern Combat 4. E todos eles estão disponíveis na loja Google Play. A seguir mostramos oito jogos que vale a pena experimentar sempre que você quiser passar o tempo. Só tenha cuidado para não se viciar!

Os preços mencionados estão em Reais e são aproximados, de acordo com a cotação do dólar quando o artigo foi escrito, podendo variar um pouco para mais ou para menos. Clique sobre o título de cada jogo para ir à página correspondente no Google Play.

Zombieville USA (R$ 2,00)

Neste jogo você é o único sobrevivente de um apocalipse zumbi. Mas em vez de ser sombrio e macabro, o jogo é vibrante e colorido, com alguns dos “cadáveres” mais fofinhos que você já viu. Seus objetivos são simples: sobreviva e junte dinheiro, muito dinheiro. A fórmula também é simples: mate os zumbis, roube seu dinheiro, fuja das fases, compre itens e faça tudo de novo. 

gamesandroid_zombieville-360px.jpg
Zombieville USA: muitas armas e zumbis fofinhos

Este é um dos primeiros jogos da Mika Mobile, e não é tão sofisticado quanto títulos posteriores, como Battleheart. Seu principal problema será otimizar a quantidade limitada de munição. Mas graças à respeitável coleção de armas, Zombieville USA merece um lugar na tela de seu smartphone. Pelo menos até seu sucessor finalmente ganhar uma versão para Android.

Dead Space (R$ 14)

Você provavelmente ouviu falar da série de jogos de ficção científica/horror Dead Space, que nos PCs e consoles já provocou pesadelos em gamers de todo o mundo. Esta versão mobile não é tão assustadora assim, embora a premissa seja similar: você encarna um personagem solitário e sem treinamento de combate em uma espaçonave infestada de alienígenas. 

gamesandroid_deadspace-360px.jpg
Dead Space: um bom jogo, mas não tão assustador quanto nos consoles

Os belos gráficos, uma narrativa bem construída, combate decente e a habilidade de usar armas para arrancar membros dos alienígenas para fins estratégicos se combinam para tornar Dead Space um jogo que mais do que vale o quanto você irá pagar por ele. E como outros jogos da EA, ele roda bem mesmo em smartphones mais antigos, como o Xperia Play.

Samurai II: Vengeance (R$ 6)

Os gráficos em “Cel Shading” de Samurai II: Vengeance são lindos, especialmente se você tiver um dos novos aparelhos com telas HD ou Full HD. O jogo é um “beat ‘em up” em estilo arcade que conta a história do samurai Daisuke e sua busca por vingança contra os nefastos Orochi. Ocasionalmente você irá encontrar obstáculos e armadilhas, e o jogo também tem um leve toque de “RPG”: cada inimigo morto lhe dá pontos de experiência, que podem ser usados para comprar combos, aperfeiçoar ataques ou aumentar sua barra de energia.

gamesandroid_samurai2-360px.jpg
Samurai II: Vengeance tem versão otimizada para processadores Nvidia Tegra

Se você tem um smartphone ou tablet com um processador Nvidia Tegra 2 (Motorola Atrix, LG Optimus 2X) ou Tegra 3 (LG Optimus 4XHD, Google Nexus 7) experimente a versão THD, que tem gráficos e efeitos aprimorados. O preço é o mesmo.

Shadowgun (R$ 10)

Este é outro jogo da Madfinger, mesma produtora de Samurai II, e deve ser familiar a qualquer um que já tenha jogado a série Gears of War, da Epic Games, no Xbox. Você é John Slade, um mercenário cuja missão é infiltrar uma instalação de pesquisas. A história não é complexa e a jogabilidade foca no essencial: atire em tudo o que se move. Junto com belos gráficos (mesmo em aparelhos menos poderosos) e bons controles, isso torna Shadowgun um bom shooter em terceira pessoa.

gamesandroid_shadowgun-360px.jpg

Shadowgun: tiro em terceira pessoa, como em Gears of War

Shadowgun também tem uma versão THD, desta vez só para aparelhos com processadores Nvidia Tegra 3. Ela traz mais efeitos especiais (simulação realista de água, texturas dinâmicas, mais efeitos de luz e partículas) e física aprimorada. O preço é o mesmo da versão normal.

Wild Blood (R$ 8)

Neste jogo de ação da Gameloft o Rei Artur enlouqueceu após descobrir que sua rainha, Guinevere, o traiu com Sir Lancelot. Confuso e enganado pela bruxa Morgana Le Fey, ele abriu um portal para o inferno, permitindo que todo o tipo de demônios invadisse seu reino. No papel de Lancelot, cabe a você mandar os demônios de volta “pro quinto dos infernos” e ainda resgatar Guinevere, que foi raptada por Morgana.

gamesandroid_wildblood-360px.jpg
Wild Blood: itens e habilidades para customizar o personagem na luta contra demônios

Na prática isso significa um jogo de ação ao estilo “God of War”, com cenários caprichados, hordas de inimigos e eventuais chefes de fase imensos. Ao longo das fases é possível adquirir equipamentos e habilidades para incrementar seu personagem. Também há um modo Multiplayer com até 8 jogadores simultâneos. 

Gunman Clive (R$ 4)

Gunman Clive tem conquistado jogadores com seus gráficos 3D em tons de sépia que parecem ter sido desenhados à mão. Você é Clive, um pistoleiro, que precisa resgatar uma donzela de um grupo de bandidos cruéis.

gamesandroid_gunmanclive-360px.jpg
Gunman Clive: gráficos em séria parecem rabiscados à mão

Com 16 fases, o jogo é uma espécie de “carta de amor” a clássicos dos jogos de plataforma como as séries Mega Man e Megal Slug. Uma eclética coleção de cenários e chefes de fase gigantescos com temática “steampunk” (de pistoleiros com metralhadoras giratórias a robôs gigantes) são alguns de seus melhores recursos. A história pode não ser inovadora, mas as idéias são muito bem executadas.

Modern Combat 4: Zero Hour (R$ 8)

A premissa de “militares contra terroristas” pode ser um clichê, mas Modern Combat 4: Zero Hour é um jogo de tiro que agrada em vários pontos e além disso tem gráficos impressionantes, especialmente se você tiver um aparelho “top de linha”. São 12 diferentes missões, cada uma com quatro níveis de dificuldade, além de um modo multiplayer. Os controles são bons, mas a dificuldade inconsistente e as vozes podem incomodar alguns jogadores. Recomendado para quem procura algo como “Call of Duty” pra viagem.

gamesandroid_moderncombat4-360px.jpg
Modern Combat 4: gráficos impressionantes, especialmente nos smartphones "top"

Age of Zombies (R$ 2)

Este shooter da Halfbrick (autora de sucessos como Fruit Ninja e Jetpack Joyride) leva a idéia da “invasão zumbi” ao extremo, com uma excursão através do tempo e espaço. Na pele do personagem Barry Steakfries você tem de desfazer os danos causados por um cientista que achou que seria uma ótima idéia soltar hordas de zumbis em várias épocas no passado. E antes que você pergunte: sim, isso inclui uma viagem à pré-história para enfrentar alguns T-Rex Zumbis.

gamesandroid_zombies-360px.jpg
Age of Zombies: viaje no tempo e lute contra T-Rex Zumbis

À medida em que o jogo progride você consegue acesso a armamento cada vez mais sofisticado: no começo a única opção é uma pistola, mas eventualmente você irá conseguir metralhadoras de grosso calibre e lança-chamas. A ação frenética, e eventuais piadinhas do personagem, se combinam para oferecer uma boa distração, embora o jogo seja um tanto curto.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail