Home > Dicas

Conheça opções de armazenamento em rede para pequenas empresas

Mercado oferece produtos para todo tipo de necessidade e tamanho de orçamento. Saiba o que melhor atende suas necessidades.

Monica Campi, da PC World

03/07/2009 às 16h03

backup_online_PE_ilustra150.jpg
Foto:

backup_online_pe_ilustra150.jpgO modo e o local onde as micro e pequenas empresas armazenam suas informações eletrônicas estão mudando. Se até pouco tempo estes dados ficavam espalhados nos poucos computadores que as empresas possuíam, eles passaram a ser compartilhados pela rede (mas centralizados no servidor) e, agora começam a migrar para alternativas de armazenamento diferentes.

O conceito do storage em rede permanece, mas os dados migram do servidor para unidades de armazenamento dedicadas. Nesta categoria, os dispositivos mais comuns são os chamados SAN (do inglês Storage Area Network) e NAS (do inglês Network Attached Storage). Apesar da popularidade crescente desses dispositivos muito em função da queda de preços, ainda existem muitas empresas que não utilizam este tipo de solução.

De acordo com dados da pesquisa Brazilian Midmarket Dynamics de 2008, realizada pela IDC (em empresas de 100 a 999 funcionários), somente três (31%) em cada dez empresas de pequeno e médio portes possuem algum equipamento de armazenamento externo. Em contrapartida, 65% delas utilizam algum tipo de armazenamento em fita – mídia mais acessível em termos de preço e voltada para armazenamento de dados por longos períodos de tempo.

O gerente de pesquisas de soluções para empresa da IDC, Reinaldo Roveri, explica que existe interesse de as organizações mudarem esse cenário, mas que faltam verba e conhecimento sobre o que o mercado tem para oferecer soluções de armazenamento que atenda suas necessidades. “Por isso, as empresas acabam deixando tudo como está. Só partem para algo mais concreto quando acabam perdendo tudo”, afirma.

Para a gerente de marketing de storage da HP, Andrea Correa, as empresas precisam ter consciência do valor de suas informações ao escolher um produto que irá armazená-las. “Hoje, com ambientes mais complexos e com o crescimento do volume [de dados], o ideal é olhar para o negócio, identificar quais aplicações são criticas e que soluções são mais adequadas para lidar com elas”.

Importância do armazenamento eletrônico
Uma solução de armazenamento eletrônico de dados não deve ser pensada apenas como o equipamento físico no qual informações digitais são guardadas.

Elas devem ser ao mesmo tempo acessíveis (em termos de preço e desempenho), serem capazes de lidar com grandes volumes de informações (o volume de informações eletrônicas cresce exponencialmente e elas precisam ser guardados – por questões legais e fiscais – por longos períodos de tempo), gerenciáveis e, não menos importante, seguras (quer do ponto de vista físico, com baixa incidência de falhas, quanto lógico, com proteção contra acesso indevido e criptografia, se necessário).

Tais soluções também podem guardar informações geradas em papel, a partir de processos de digitalização. O resultado é uma economia significativa em termos de espaço físico, facilidade no acesso e no manuseio de informações antigas.
Nota: Uma vez que esses materiais tenham sido digitalizados e antes de dar um fim neles, certifique-se do que a legislação atual determina. Há casos que mesmo a existência de versões digitais de determinados documentos, o material impresso deve ser mantido por um número determinado de anos antes de sua destruição.

Como escolher
O tipo de dispositivo de armazenamento a ser adotado varia conforme o uso e orçamento. Soluções do tipo DAS (do inglês Direct Attached Storage) são as mais simples e baratas. Elas nada mais são do que unidades externas de armazenamento que são conectadas diretamente ao servidor (embora também possam ser ligadas a um PC que não esteja em rede) por meio de portas USB ou eSata. São boas alternativas para quem precisa ampliar o espaço para dados do servidor e não quer fazer grandes investimentos.

Uma alternativa mais robusta são os dispositivos NAS (do inglês Network Attached Storage), cujo preço é acessível o suficiente até para ser usado por empresas de menor porte. Diferentemente das unidades de armazenamento DAS, estas são conectadas diretamente um componente da rede como o switch e roteador por meio de cabo ethernet. Soluções NAS têm como foco prover serviços de armazenamento de dados para serem acessados pelas estações de trabalho da rede, como textos, planilhas e apresentações.

Leia mais:
>> Veja como configurar um dispositivo NAS em sua rede

Existem também distribuições Linux capazes de transformar um PC comum em um dispositivo NAS. Um bom exemplo é o FreeNAS, que pode ser instalado de forma simples, ocupando apenas 32 MB, e é inteiramente administrado através de uma interface de gerenciamento via web, sem precisar de monitor. Outro programa similar é o OpenFiler.

Numa escala mais alta de complexidade e de preço estão os dispositivos de armazenamento SAN (Storage Area Network). Se até aqui cada dispositivo de armazenamento era considerado com uma entidade independente de storage, uma solução SAN considera todos os dispositivos de storage com para da mesma infraestrutura. Ou seja, as unidades deixam de ser limitadas pelo espaço físico que cada disco individualmente é capaz de suportar e passam a ser vistos como unidades lógicas que podem ter suas capacidades somadas e distribuídas conforma a configuração que se queira dar a elas.

Esse tipo de solução de storage é altamente escalável; ou seja, caso a demanda por espaço de armazenamento exija mais espaço livre, basta acrescentar novos discos SAN à rede para que sua capacidade passe a compor a rede de storage. Ela também é mais confiável; neste tipo de solução de armazenamento, ocorre o espelhamento de discos (e dos dados neles armazenados) e caso uma unidade apresente falha, outra automaticamente passa a atender a demanda de acesso, sem interrupção.

A arquitetura SAN é mais utilizada para quem possui um grande volume de dados e de servidores, e também é proporciona acesso mais rápido aos dados já que todas as unidades de armazenamento estão ligadas a uma única unidade controladora e esta, por sua vez, conectada ao servidor da rede por uma interface dedicada, em geral de fibra óptica.

Produtos no mercado
Para atender as necessidades de empresas que não possuem um departamento de Tecnologia da Informação organizado nem orçamentos vultosos, fabricantes de soluções de storage oferecem pacotes que podem ser configurados para solucionar problemas específicos. Adicionalmente, empresas como HP e Dell facilitam o pagamento dos produtos e auxiliam seus clientes por meio de suporte técnico especializado. Veja abaixo alguns deles:

HP:
HP StorageWorks X1000 e X3000 Network Storage Systems: combina armazenamento de arquivos (NAS) e aplicações visando simplificar a infraestrutura de Storage.

HP LeftHand: solução de armazenamento em cluster, voltada para ambientes virtualizados, escalável em capacidade e performance. Permite o uso mais eficiente da capacidade de armazenamento e gerenciamento centralizado.  Voltada para empresas de médio porte, escritórios remotos e departamentos.

HP StorageWorks RDX: solução de backup baseada em disco removível. Combina os recursos da fita (mídia removível, portátil e robusta) e do disco (acesso veloz, aleatório e rápida ampliação de capacidade) com conectividade USB universal. Voltado para pequenas empresas que precisam proteger os dados de servidores e workstations de forma rápida e simples. Disponível em modelos de 160GB, 320GB e 500GB. Preços a partir de R$ 1.028,80.

DELL:
Storage Dell Powervault RD1000: Solução de backup em disco removível; taxa de transferência de até 25Mbps, discos removíveis de até 500GB e interface USB 2.0. Inclui Software de Backup Yosemite e 1 disco removível de 80GB. R$ 1549,00

Storage Dell Powervault MD1000: Solução para expandir a capacidade de armazenamento de dados. Possui sistema de armazenamento em rack, conexão para até 2 servidores, expansível a 15 discos por enclousure e 256 MB de memória cache com bateria (PERC/5). Preço: R$ 9.999,00

Dell PowerVaul NF100 Network Attached Storage: Os Produtos NAS da família PowerVault NF e NX são servidores de arquivos em formato torre e Rack com processadores  e sistema operacional  destinados a servidores e recursos avançados. Porém, são altamente configuráveis, conforme a necessidade do cliente, não sendo possível estabelecer um valor de base. O produto de entrada é o NF100.

SEAGATE:
BlackArmor Nas 440/420: O produto está disponível nas capacidades de 2TB, 4Tb,6TB e 8 TB. Preços devem ser negociados com os distribuidores.

IBM:
Tape Autoloader TS2900: Solução de backup, recuperação e arquivamento em fita. Combina alto desempenho, menor utilização de espaço físico (apenas 1U) com grande capacidade de armazenamento. Em apenas 1U esta nova biblioteca de fitas comporta 1 unidade de leitura/escrita com tecnologia Ultrium 3 (LTO3) ou Ultrium 4 (LTO4), 9 cartuchos de fitas e 1 slot de acesso. R$ 12.900,00

IBM System Storage DS3400: Compartilhamento de dados seja através de DAS(conexão direta aos servidores) ou de SAN FC(conexão em rede SAN Fibre Channel).  O DS3400 combina a conectividade de alto desempenho FC de 4Gbps aos servidores, e a conectividade SAS de 3 Gbps aos discos. R$ 14.200,00

IOMEGA:

Home Media Network Drive 500GB e 1TB NAS: HD externo para pequenas e médias empresas com capacidade de 500GB ou 1TB, permite o compartilhamento de impressora com outros computadores na rede, instalação em três passos e 5 licenças para uso do software EMC Retrospect.Utiliza fonte Energy Star para economia de energia. Interface em português. conta também com servidor de mídia embutido para servir arquivos digitais para TVs, vídeo-games e porta retratos digitais e servem músicas automaticamente para o iTunes pelo servidor iTunes embutido. R$899,00 (500GB); R$1.199,00 (1TB)

StorCenter iX2 1 e 2 TB NAS: HD externo para pequenas e médias empresas com capacidade de 1 ou 2 Terabytes, que, conectado ao roteador, fica disponível para todos os computadores ligados a ele. Configuração, em quatro passos. É fornecido com licenças ilimitadas para o software EMC Retrospect para backups automáticos e conta com Raid 1 (gravação redundante dos dados) para proteger as informações em caso de falha no disco rígido. Pode ser utilizado com um adaptador Bluetooth opcional, assim como com o adaptador de mídia, que conta com conexão HDMI para servir arquivos de mídia para TVs de tela plana e Home Theaters. Utiliza fonte Energy Star para economia de energia. Interface em português. conta também com servidor de mídia embutido para servir arquivos digitais para TVs, vídeo-games e porta retratos digitais e servem músicas automaticamente para o iTunes pelo servidor iTunes embutido. R$1.699,00 (1TB); R$2.699,00 (2TB).

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail