Home > Notícias

Conheça por dentro o chip Apple A4, usado no iPad

As empresas iFixit e Chipworks desmontaram o processador do tablet e mostram que ele é muito parecido com o do iPhone

PC World/EUA

07/04/2010 às 11h07

Foto:

O iPad tem feito sucesso nos Estados Unidos. Só no dia em que foi lançado, 300 mil unidades foram vendidas. Como de costume, o site iFixit, em parceria com a Chipworks, pegou um modelo do iPad e o desmontou, de uma forma menos violenta que a mostrada em alguns vídeos, para revelar em detalhes os segredos do processador A4, desenvolvido pela Apple.

As duas empresas usaram uma variedade de métodos para abrir o microchip (microscópios eletrônicos, banhos de ácido e radiografias) e descobrir o que há lá dentro. 

yefjohqhnwinu1vx.jpg

Imagem microscópica mostra módulos RAM na parte superior sobre o processador (por: iFixit)

O que foi encontrado? Em primeiro lugar, há três camadas distintas: uma para o próprio microprocessador e outras duas de memória RAM (da Samsung). As camadas de RAM sobre o  processador permitem que a Apple compre memória de qualquer fornecedor de memórias, e não apenas da Samsung.

O processador fica no retângulo ao centro (veja imagem acima), no meio do  módulo e abaixo das memórias RAM (dois retângulos na parte superior direita). Os três circuitos estão soldados. Com a RAM próxima do processador, o acesso se torna mais rápido, com menos latência. Isso também faz com que sua bateria dure por mais tempo, reduzindo o consumo de energia.  

ipada4chipx400.png.

Processador Apple A4 é semelhante ao usado no iPhone 3GS

As análises também confirmam que o iPad usa a GPU PowerVR SGX 535, a mesma presente no iPhone 3GS. Como o iFixit diz, “não há nada de revolucionário aqui”. O processador do iPad é muito semelhante ao do celular da Apple, o que permitiu à empresa reduzir o consumo de energia, assim como os custos na produção do tablet.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail