Home > Notícias

Contra Donald Trump, Apple retira suporte à Convenção Republicana

A empresa avisou ao Partido Republicano que não vai doar equipamentos para a convenção que escolherá o candidato para a disputa presidencial dos EUA

Do IDGNow!

19/06/2016 às 19h49

tim_cook serio.jpg
Foto:

Uma reportagem publicada pelo site Politico.com neste final de semana, citando fontes próximas à empresa, revelou que a Apple informou aos líderes do Partido Republicano nos Estados Unidos que este ano não fará doações de equipamentos ou dinheiro para apoiar a realização da convenção do partido que irá escolher o candidato republicano a disputar as eleições presidenciais nos EUA.

A culpa seria do candidato a candidato republicano Donald Trump e seus comentários controversos, para dizer o mínimo, sobre imigrantes, minorias e mulheres. Além dos comentários exacerbados, Trump também mostrou que não é lá muito fã da Apple, ao ter criticado abertamente a companhia e seu CEO, Tim Cook, sobre a decisão de não quebrar a criptografia do iPhone de um dos atiradores do ataque em San Bernardino, e ter incitado abertamente ao boicote aos produtos da companhia.

Outras empresas de tecnologia, entre elas Microsoft, Google e Facebook,  no entanto já declararam que vão apoiar a convenção Republicana e também a convenção Democrata como forma de apoiar a participação dos cidadãos no processo eleitoral norte-americano.

A Apple tem sido doadora ativa nas convenções dos dois partidos norte-americanos (Democratas e Republicanos) . Ela ofereceu 140 mil dólares em MacBooks e outras ferramentas de tecnologia a cada um dos partidos em 2008 e teria emprestado equipamentos da mesma forma tanto a Democratas quanto Republicanos também em 2012, segundo o Politico.

Este ano, no entanto, aparentemente Donald Trump fez o copo transbordar e Tim Cook cortou a verba. Segundo reportagem do Politico.com, a empresa não quis comentar sobre a retirada do apoio à convenção Republicana, que acontece em julho em Cleveland, e nem esclareceu se irá apoiar a convenção do partido Democrata, que acontece também em julho na Filadélfia.

A Apple não está sozinha no protesto direto contra Trump. A HP Inc., que foi grande doadora para o partido Republicano em 2012, cedeu à pressão do grupo de ativistas ColorofChange.org e anunciou que não irá apoiar o evento em Cleveland. 

A CEO da Hewlett Packard Enterprise, Meg Withman, que já foi candidata a governadora da Califórnia pelo partido Republicano em 2010, e é uma das grandes doadoras do partido, é publicamente uma força contra Trump, e teria chegado a compará-lo a Hitler e Mussolini durante uma reunião a portas fechadas com líderes republicanos no início de junho.

 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail