Home > Notícias

Contrato de fundação da Apple é vendido por US$ 1,6 mi em leilão

Venda de documento histórico superou em mais de dez vezes as expectativas iniciais de preço da casa Sotheby´s; comprador é diretor de companhia em Miami

Macworld / EUA

14/12/2011 às 10h52

Foto:

O contrato usado para oficializar a criação da Apple foi vendido
nesta terça-feira, 13/12, por cerca de 1,6 milhão de dólares durante um
leilão realizado pela Sotheby´s. O valor pago ficou muito acima dos 150
mil dólares estimados inicialmente pela casa de leilões.

A Sotheby´s vendeu o contrato, parte de um grupo maior de livros e
manuscritos raros, por um total de 1,594 milhão de dólares. De acordo
com a casa de leilões, o comprador do documento histórico foi Eduardo
Cisneros, que é CEO da Cisneros Corp. e membro da diretoria do Gibraltar
Private Bank & Trust.

O contrato de três páginas, datado de 1º de abril de 1976, foi
assinado pelos cofundadores Steve Jobs, Steve Wozniak, e o menos
conhecido Ron Wayne, que vendeu sua parte por meros 800 dólares pouco
tempo após a Apple iniciar suas operações.  Hoje em dia, os 10% de Wayne
valeriam algo em torno de 3,6 bilhões de dólares.

A venda incluiu o contrato e um acordo documentando a saída de Wayne
da companhia, assim como uma declaração assinada por Wayne autenticando o
pacote.

Jobs faleceu no dia 5/10/11, aos 56 anos, apenas seis semanas
após abandonar o cargo de CEO, uma posição que ocupava desde 1997.

jobswozgaragem01.jpg

Jobs e Wozniak, em 1976

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail