Home > Notícias

Cook: não estamos interessados apenas no lucro, mas em fazer os melhores produtos

Em entrevista durante conferência sobre resultados da Apple, CEO também criticou rumores da imprensa de TI que sugeriam vendas menores do iPhone.

Macworld / EUA

24/01/2013 às 15h31

aparelhosiOS_43501.jpg
Foto:

Nesta quarta, 23/1, a Apple apresentou seus resultados financeiros para o primeiro trimestre fiscal do ano, encerrado em dezembro de 2012, e o CEO Tim Cook aproveitou para falar sobre diversos assuntos, incluindo a mentalidade da companhia no mercado e os muitos rumores sobre supostas vendas menores do iPhone.

“A coisa mais importante para a Apple é fazer os melhores produtos no mundo que enriqueçam as vidas dos consumidores. Isso significa que não estamos interessados no lucro em si apenas. Podemos colocar a marca da Apple muitas coisas e vender muito mais, mas não é para isso que estamos aqui. Queremos apenas fazer os melhores produtos”, disse Cook, que assumiu o cargo oficialmente há mais de um ano. 

Vale notar que, apesar do que Cook falou, a Apple mudou após a morte de Steve Jobs. O cofundador da empresa se mostrava contrário a apostar em tablets com telas menores do que as 9,7 polegadas do iPad, que lidera o mercado. No entanto, com a chegada de rivais do Google e Amazon com telas de 7” e preços bem menores, a empresa de Cupertino lançou o iPad mini, com tela de 7,9” e preço inicial de 329 dólares nos EUA – contra 499 dólares pelo modelo de entrada do iPad padrão.

Leia também:

- Review: iPad mini entrega experiência completa de tablet

timcook01.jpg

Quando questionado sobre questões como uma possível TV da Apple, Cook que não poderia comentar. O mesmo aconteceu quando um jornalista perguntou se a companhia repetiria o ciclo de upgrades de 2012 neste ano que acaba de começar.

Além disso, afirmou que a Apple está muito feliz com a tela de 4 polegadas do iPhone 5 e que nenhum rival do mercado, como Samsung Galaxy S III e Nokia Lumia 920, chega perto da qualidade de tela do smartphone da Apple.

"Não acredite no hype"

Cook também aproveitou o evento para se manisfestar de forma negativa em relação aos muitos rumores recentes de que a Apple teria diminuído pedidos de componentes, o que significaria para muitos veículos, uma queda na demanda do iPhone.

“Sei que tem surgido muitos rumores sobre cortes de pedidos e coisas do pedido, e por isso deixem-me tomar um momento para comentar o assunto. Não quero falar sobre nenhum rumor em especial, porque passaria o resto da minha vida fazendo isso, mas sugiro que é bom sempre questionar a precisão de qualquer tipo de rumor sobre planos de produção. E também destacaria que mesmo que um dado apontado em particular fosse verdadeiro, seria impossível interpretá-lo de maneira precisa para sugerir qualquer mudança para o nosso negócio geral, porque a cadeira de fornecimento é algo muito completo, e obviamente temos muitas fontes para as coisas. Os rendimentos podem vriar, o desempenho do fornecedor pode variar, as posições iniciais de inventário podem variar. Quero dizer, existe uma lista enorme de coisas que tornariam um único dado algo lá não muito para se tomar como base sobre o que está acontecendo.

No último trimestre, a Apple vendeu 47,8 milhões de iPhones contra “apenas” 37 milhões de unidades no mesmo período do ano anterior. O iPad também registrou crescimento, com as vendas saltando de 15,4 milhões de unidades no trimestre do ano anterior para 22,9 milhões nos últimos meses. Por outro lado, as vendas de iPods e Macs caíram – Cook disse que os números menores dos Macs aconteceram por causa do lançamento tardio dos novos iMacs, que só chegaram às lojas no final de novembro.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail