Home > Notícias

Cracker de cartões de crédito é condenado a 20 anos de prisão

Albert Gonzalez protagonizou uma dos maiores casos já registrados, envolvendo dados de milhões de cartões de crédito.

IDG News Service

26/03/2010 às 7h59

Foto:

Responsável por um dos maiores casos já registrados de furto de dados de cartões de crédito, o cracker (hacker que usa seus conhecimentos para crimes) Albert Gonzalez, de 28 anos,  foi condenado pela justiça dos Estados Unidos a uma pena de 20 anos de reclusão em regime fechado.

Em dezembro de 2009, Gonzalez se declarou culpado por invasão de redes de computadores de grandes grupos financeiros e de varejo dos Estados Unidos, e pelo roubo de dados de dezenas de milhões de cartões de crédito e de débito. Proveniente de Miami (EUA),  o cracker atuava na rede sob os codinomes "soupnazi" e "segvec".

Com seus ataques online, ele obteve acesso a redes de pagamento operadas por diversas companhias, incluindo a cadeia de lojas de conveniência 7-Eleven e a Heartland Payment Systems. Gonzalez também usou diversos servidores para testar e armazenar programas nocivos  usados para atacar redes corporativas, afetando mais de 250 instituições financeiras.

Entre as lojas que também foram alvo a ação de Gonzalez, com roubo de dados de cartão de crédito estão TJX e Office Max. Gonzalez costumava vender os dados obtidos para outros criminosos via Internet, além fazer saques em caixas eletrônicos.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail