Home > Dicas

Crie fotos com ótimo contraste com a técnica HDR em sua câmera digital

Imagens de paisagem podem ficar com cores mais reais utilizando a técnica High Dinamic Range. Saiba o que é e como fazer.

Monica Campi, da PC World

04/09/2009 às 17h37

Foto-HDR-150.jpg
Foto:

Quem já viu fotos de paisagens, principalmente, que possuem cores marcantes, muito brilho e um forte contraste? Se já viu com certeza deve ter pensado que ou era uma imagem montada ou uma foto bem editada em um programa de edição de imagens.

Saiba que esse tipo de foto pode ser feita por qualquer pessoa, desde que possua uma câmera digital com ajustes manuais (pelo menos ter a opção de controlar a velocidade de exposição), tripé (não é obrigatório, mas ajuda muito) e um programa de edição de imagens que tenha a opção de criar uma imagem HDR (High Dinamic Range).

> Compare preços de câmeras fotográficas

Uma fotografia HDR nada mais é do que uma técnica na qual o fotógrafo tira uma série de fotos iguais, cada uma com uma velocidade de exposição diferente (ou então utilize os controles de compensação de exposição, marcados com o símbolo +/-), e então as combina em uma única imagem com a ajuda de um programa de edição.

Leia também: 
>> Como fotografar gotas de orvalho
>> Aprenda a lidar com condições adversas de iluminação em fotos externas
>> Regras básicas para quem deseja fazer retratos de pessoas
>> Dê um efeito dramático fotografando no contraluz

Apesar de parecer simples é preciso seguir algumas regrinhas para sua foto HDR ficar com uma boa composição. Para começar escolha um assunto que seja fixo, como uma paisagem. Isso porque na hora de juntar as fotos e alinhá-las, se as imagens estiverem muito diferentes o resultado final não será satisfatório.

Criando as imagens
Depois de escolher bem o assunto, monte sua câmera em um tripé, enquadre e foque a imagem - cuidado com o foco automático, pois as imagens devem ser iguais. Se a câmera tiver foco manual, utilize esta opção e mantenha a mesma focagem para todas as fotos. Se não tiver foco manual, preste bastante atenção entre uma foto e outra e evite mudar a câmera de lugar (por isso é importante o uso do tripé).

sequencia-hdr-03.jpg

Foto com exposição normal

Para deixar o resultado ainda melhor e evitar fotos um pouco tremidas uma dica é acionar o disparador da câmera por controle remoto ou então usar a função timer para não tremer a câmera na hora do disparo.

sequencia-hdr-02.jpg

Foto subexposta

O próximo passo é ajustar a exposição da imagem. Cada imagem deve ter um alcance de exposição diferente da configuração original, um para mais e outro para menos. Algumas câmeras possuem uma função chamada AEB, que automaticamente diz à máquina para fotografar a mesma imagem em série e com exposições diferentes.

sequencia-hdr-01.jpg

Foto superexposta

Algumas inclusive permitem que você escolha a quantidade de fotos na série e a quantidade de pontos (ajustes) para mudar a exposição. Um mínimo de três fotos iguais – com a exposição correta, um ponto subexposta e um ponto superexposta – já é suficiente para criar uma imagem HDR.

Mas se acâmera não possui essa função, então será precisaro configurar os ajustes manualmente. Para isso basta tirar uma foto com a exposição normal, e então subexpor e superexpor usando o controle de compensação de exposição, marcado pelo símbolo “+/-“. 

sequencia-hdr-04.jpg

Resultado final, combinando as imagens utilizando a técnica HDR

Então tire uma série de fotos ajustando para cada foto uma exposição diferente, como -1, -2, -3 e +1, +2 e +3. E lembre-se de não mover a posição da câmera para não ter problemas ao unificar as imagens.

Combinando as imagens
Depois de tirar todas as fotos (é importante tirar muitas para ter um resultado satisfatório no final), agora é hora de unificar as imagens em uma só foto. E para isso será necessário utilizar um programa de edição de imagens que possua essa função. O Photoshop CS2, Ulead PhotoImpact, Photogenics HDR e o Photomatix Pro, são alguns desses programas.

Todos eles são pagos, mas possuem versão Trial (com exceção do Photoshop). Para esta dica utilizamos o Photomatix, pois a versão Trial não tem limite para expirar. Porém, as fotos finais ficam com uma marca d’água do utilitário, a menos que queria pagar 99 dólares pela versão Pro.

img02.jpg

Você pode arrastar as imagens ou selecioná-las pelo programa

Para começar, arraste as fotos que tirou para dentro da janela do programa. No menu selecione HDR, Generate e clique em OK quando o programa perguntar se quer utilizar a função nas imagens abertas na janela.

Na próxima caixa de diálogo que aparecer, marque a opção para alinhar as imagens – isso é ideal caso você não tenha usado um tripé – e selecione a opção Standard tone curve. E clique em OK.

img04.jpg

Definindo opções de alinhamento das imagens

Depois disso, o programa irá gerar o resultado final. Provavelmente a imagem que se verá não parecerá tão boa, porque a composição desta imagem contém muita informação de contraste e que um monitor comum não é capaz de exibir satisfatoriamente.

Para isso basta ajustar a imagem para ser exibida corretamente na tela. Selecione no menu a opção HDR, Tone Mapping. Neste ajuste final, altere os níveis de cor, saturação e contraste. Mesmo usando as configurações padrão desta função, o resultado já será bom.

img-final-casa.jpg

Ajustando o Tone Mapping

O processo é um pouco trabalhoso e exige certa paciência para conseguir uma boa foto. E por isso que este tipo de técnica não é utilizada em cenas com movimento, pois qualquer ruído na foto pode deixar o resultado final ruim. Se quiser ver mais exemplos de HDR, o Flickr possui um grupo com imagens que utilizaram apenas essa técnica. Vale conferir.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail