Home > Notícias

Criminoso coloca 1,5 milhão de contas do Facebook à venda

Oferta é a maior já vista; cracker cobra apenas 2,5 centavos de dólar por senha de usuário.

IDG News Service/EUA

23/04/2010 às 7h59

Foto:

Um cracker (criminoso da Internet) que se identifica como Kirllos está oferecendo “uma oportunidade rara” para quem faz negócios com spam ou roubo de dados no Facebook: um volume inédito de contas de usuários do popular serviço de redes sociais, por preços baixos.

Pesquisadores do grupo iDefense, da empresa VeriSign, identificaram a oferta do criminoso em fóruns do chamado underground (o “submundo” da Internet), com a oferta de 1,5 milhão de contas, com nome de usuário e senha.

A empresa não tem como comprovar a autenticidade das contas, uma vez que não fez negócio com o criminoso. Mas estima que ele já tenha vendido 700 mil delas, segundo o diretor da VeriSign, Rick Howard.

Caso sejam verdadeiras, o cracker teria informações de um em cada 300 usuários do serviços. Ele cobra entre 25 e 45 dólares por lote de mil contas, dependendo do número de contatos  de cada conta.

A venda de dados de usuários de redes sociais por criminosos da Internet não é novidade, mas o volume oferecido neste caso chama a atenção, assim como o preço cobrado, bem abaixo do mercado dos crackers, que cobram entre 1 dólar e 20 dólares, dependendo do tipo de conta.

O Facebook tem mais de 400 milhões de usuários em todo o mundo. Muitos deles têm sido vítimas de golpes de phishing scam,  estratégia na qual enviam mensagens pedindo que o usuário clique em links de “vídeos muito legais” (softwares nocivos camuflados) ou solicitam valores em dinheiro (em um caso, uma conta foi sequestrada e os criminosos enviaram mensagens em nome do dono desse perfil dizendo que o ele estava preso no exterior e que precisava de dinheiro para voltar para casa). 


O Facebook não se manifestou sobre o caso.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail