Home > Notícias

Crise financeira contribuiu para o aumento do número de spams

Secure Computing aponta aumento de 25% no envio de spams em setembro. Nomes de bancos afetados foram usados como isca.

Redação do Computerworld

07/10/2008 às 12h28

Foto:

A crise financeira nos Estados Unidos está gerando um aumento no volume de spams. De acordo com a Secure Computing, em setembro, os spams subiram 25% em relação a abril deste ano.

Os bancos Chase, Wachovia, Colonial e Bank of America, que sofreram com a instabilidade econômica, foram assunto de e-mails de phishing scam. Para os próximos dois meses, a empresa prevê outros 25% de aumento no tráfego de spams nas redes do país.

O spam de 11 de setembro mais uma vez surge no aniversário do ataque terrorista de 2001. A Secure Computing aponta um crescimento de 15% neste tipo de spam deste ano em relação ao anterior.

Contudo, no mês passado, o maior volume de spam enviado está associado com o senador e canditado democrata Barack Obama.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail