Home > Notícias

Crise financeira: empresas de tecnologia de Manuas já demitem

Sindicato dos Metalúrgicos de Manaus afirma que Sony e CCE demitiram 600 pessoas após instabilidade econômica atingir Zona Franca.

Redação do IDG Now!

10/10/2008 às 18h25

Foto:

Empresas de eletroeletrônicos começam a mostrar primeiros sinais da crise econômica em fábricas localizadas na Zona Franca de Manaus. 

De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos de Manaus, empresas como a Sony e a CCE, somadas, teriam demitido 600 funcionários nesta semana.
 
"Algumas empresas devem oferecer férias coletivas aos funcionários a partir de 20 de novembro para os funcionários. A única que já confirmou que dará férias foi a LP Display, mas outras como Semp Toshiba e Elgin também devem anunciar em breve", disse Dulce Sena, secretária-geral do Sindicato.

Dulce salienta que férias coletivas são incomuns neste período do ano, no qual a produção aumenta devido às vendas de Natal.

A Sony confirmou que houve demissões em sua fábrica de Manaus, mas não disse o número exato de funcionários. Por meio de sua assessoria de imprensa, a empresa declarou que o corte não está relacionado à alta do dólar, mas sim a uma diminuição da demanda da linha de produção, que estava aquém das necessidades da Sony.

Já a Elgin, relacionada como uma das empresas que dariam férias coletivas aos funcionários negou qualquer mobilização, seja demissão, férias coletivas ou greve.

Em comunicado para o IDG Now!, a CCE diz não confirmar a informação e afirma estar "agindo com cautela diante do cenário atual da economia".

Já a Semp Toshiba não retornou posicionamento oficial mesmo procurada pela reportagem.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail