Home > Notícias

Curta “Street Fighter: Legacy” pode virar longa ou série para Xbox Live

Diretor do filme, que já tem mais de 1 milhão de views no YouTube, quer cobrar US$0,50 por episódio na rede do console da Microsoft.

GamePro / EUA

14/05/2010 às 10h05

Foto:

O curta-metragem de alta qualidade “Street Fighter: Legacy” (Streetlight Films) está arrebentando no YouTube com mais de 1 milhão de visualizações desde o lançamento no dia 6 de maio. Com entusiasmo de um verdadeiro fã, o produtor, ator e diretor Joey Ansah (que você pode já ter visto numa rápida aparição em “O Ultimato Bourne", de 2007) já possui idéias sobre o próximo passo no que ele espera que possa tornar-se uma série ou um filme.

Em entrevista à GamePro, ele disse que estava ansioso para sentar com a Capcom, produtora do game, e falar sobre planos para mais Legacy – em formato de um longa-metragem, ou como uma série.

“O plano foi sempre fazer mais. Eu sempre quis fazer uma série ou um filme e esse acabou sendo o melhor método. Se os fãs apoiarem – o que eles tem feito – vai fazer com que seja muito mais fácil para conseguirmos realizar algo verdadeiro e certo que é o próximo passo. Nós adoraríamos fazer dois filmes, talvez uma trilogia ou uma série prólogo e então um filme.”

Pelo caminho do seriado, Ansah e sua produtora, Jacqueline Quella, disseram que querem fazer algo no Xbox Live (rede online do Xbox 360, console da Microsoft) onde poderiam cobrar um valor pequeno por uma série de curtas-metragens para contar toda história.

“Dada a grande quantidade de fãs que existem, se você pegar novas mídias, como o Xbox, onde é possível assistir ao conteúdo em full HD, com ótimo som, e muita gente já tem telas planas legais, eu acho que essa é a maneira de se fazer”, explica Ansah. “Então você poderia ter esses episódios de talvez 10 minutos e que poderiam custar 50 Xbox Points ou o equivalente a (US$)50 centavos. Nós gostaríamos de tentar algo desse tipo.”

“Dessa maneira os fãs vão apoiar o filme”, adiciona Quella.

215148-1.jpg

Cena de "Street Fighter: Legacy", que em três minutos de uma luta entre
Ken (esq) e Ryu parece ter agradado mais aos fãs do que os filmes anteriores
sobre o game.

gamesshutter_625.jpg

Assumindo que a Capcom (que endorsou oficialmente o curta) tope e seja decidido qual será o formato, Ansah já está pronto para manejar a próxima parte da história. Sua ambição é contar a história anterior à Street Fighter II (já que é onde a maioria dos fãs descobriu a série), o que iria exigir muito trabalho de cast para conseguir achar os atores certos para interpretar Ken e Ryu jovens, por exemplo.

“Felizmente, eu diria que tenho 80% de todos os personagens já escalados”, explicou Ansah, que co-dirigiu o filme com Owen Trevor. “Vocês viram meu Ryu e Ken e eu como (versão no pesadelo) Akuma... Eu tenho muito outros personagens marcados. Existe uns dois que eu precisaria fazer um amplo cast para encontrá-los. Chun-Li é um deles.”

No entanto, com o apoio dos fãs, Ansah e Quella estão confidentes de que podem realizar totalmente a visão de Ansah para além da pequena maravilha que é “Street Fighter: Legacy”.

“Eu quero ficar no mesmo nível dos fãs e falar com eles cara-a-cara e dizer ‘olha, eu sou um de vocês’, explica Ansah. “Sim, eu me beneficio por trabalhar na indústria cinematográfica, mas eu ainda sou um cara pequeno e sozinho em comparação a gigantesca máquina que é Hollywood, mas alguém precisa fazer alguma coisa sobre o assunto. Eu fiz a parte difícil com a minha equipe – tudo que vocês precisam fazer é nos apoiar, apoiar o projeto, levá-lo para frente, e assim não há como fracassarmos.”

Se você ainda não viu o filme, clique aqui. Também há outros vídeos sobre o curta no YouTube, com featurettes sobre os bastidores, incluindo a preparação física e visual dos atores.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail