Home > Notícias

Dá para gastar até 11% menos se comprar notebooks e smartphones à vista

Pesquisa do site de comparação de preços Zoom indica que notebooks, videogames e TVs são os produtos que ficam mais caros se parcelados

Da Redação

11/07/2017 às 17h29

porcentagem.jpg
Foto:

Comprar à vista é, geralmente, a melhor opção. Além de evitar a sombra de parcelas no cartão de crédito, é possível conseguir descontos que a alternativa à prazo não garante.

Com isso em mente, o site e aplicativo que compara preços e produtos, o Zoom, agora conta com um filtro nas principais categorias que ajuda o consumidor a decidir a forma de pagamento que se adequará melhor ao seu orçamento.

A companhia também realizou um levantamento que indica quando vale a pena comprar um eletrônico à vista e quando é melhor parcelar. 

Entre os produtos eletrônicos mais buscados está o notebook "Dell i15-5567", de 15 polegadas.  Caso, o cliente opte por parcelá-lo em 10 vezes, o produto custará R$ 194 a mais, uma vez que à vista, ele custa R$ 2.696. 

Segundo o levantamento, videogames também ficam 11% mais caros na opção à prazo. O menor valor total à vista do console "Xbox One 500 GB" é R$ 1.169,10 e em 10 parcelas seu valor total será 1.299.

As TVs também pedem atenção na hora dessa decisão. A "Smart TV LED 43" LG Full HD", por exemplo, sai por R$ 118,66 se o pagamento for em 5 vezes, sendo que à vista seu menor preço é R$ 1.780,34 e a prazo é R$ 1.899. 

Os smartphones não são diferentes. Um modelo Motorola "Moto G G5 32GB"  pago em 12 vezes custa R$ 101 a mais (à vista R$ 798,00 e parcelado R$ 899,00).

“Parcelar o pagamento é um hábito muito específico do consumidor brasileiro e não é comum em outros países. Dividir em várias parcelas, principalmente, de produtos com tíquete-médio alto, como eletrônicos, é algo que todo mundo já faz, porém requer muita cautela. Muitas pessoas acabam pagando muito mais caro pelo produto por conta do pagamento facilitado e é preciso ter cuidado para não comprometer o orçamento somando parcelas de várias compras ao mesmo tempo”, aconselha Thiago Flores, diretor executivo do Zoom.   

Vale ressaltar que o levantamento foi realizado no dia 21 de junho de 2017. Os  preços podem sofrer alterações já que a busca é dinâmica e acompanha a variação de preços dos próprios varejistas.

 

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail