Home > Notícias

Demissões de temporários do Google não devem incluir o Brasil

Buscador confirmou e esclareceu política que pode afetar 10 mil colaboradores temporários, em reportagem do Wall Street Journal.

Computerworld/EUA

25/11/2008 às 17h40

Foto:

O Google confirmou e esclareceu as notícias sobre o corte de 10 mil colaboradores temporários dizendo ao jornal The Wall Street Jornal, na segunda-feira (24/11), que planeja reduzir "significativamente" o número de terceirizados.

"Estamos pensando há algum tempo, antes da atual fase de crise econômica, em reduzir significativamente o número de funcionários terceirizados", disse Jane Penner, porta-voz do Google ao jornal.

Na segunda-feira (24/11), a informação sobre os cortes de 10 mil funcionários foi noticiada pelo site WebGuild citando fontes anônimas e internas do Google.

Penner não detalhou quantos funcionários serão cortados da força de trabalho do Google. Hoje a empresa conta com 20.213 colaboradores mundialmente.

No Brasil, o Google conta com poucos funcionários temporários entre seus 200 colaboradores locais e não será afetado pelos cortes, informou Felix Ximenes, porta-voz do Google Brasil, ao IDG Now!. Segundo ele, a política de redução de temporários pela matriz não é uma novidade e tem sido aplicada progressivamente desde o início do ano.

Em outubro, o jornal San Mercury News já havia noticiado os cortes na força de trabalho de 10 mil temporários do Google. A notícia do WebGuild trouxe o assunto à tona, especialmente diante de sucessivos anúncios de demissões entre empresas de tecnologia, que se ajustam para enfrentar a crise econômica global.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail