Home > Notícias

Desligamento de rede de botnets pode levar a um aumento de trojans

Com desativação da McColo e queda de 41% em spams, crackers devem disseminar cavalos-de-tróia para fazer novos PCs 'zumbis'.

Techworld/Reino Unido

17/11/2008 às 15h56

Foto:

A queda de 41% no volume mundial de spams após a rede de botnets McColo ser desligada pode gerar uma nova onda de disseminação de cavalos-de-tróia.

O Chief Information Officer (CIO) da organização Spamhaus, Richard Cox, afirma que a queda do número será temporária e que pode aumentar o número de trojans em uma tentativa de reconstituição da rede.

Paul Wood, da MessageLabs, concorda que a queda não deve durar muito tempo. “Registramos uma queda massiva nos níveis de spam, com presença oito vezes menor que volumes típicos em um período de 12 horas. Imediatamente após, contudo, os níveis voltaram a subir”, afirma.

Com relação ao comportamento dos controladores de botnets nas próximas semanas, tudo depende de como eles ganharão novamente o controle de PCs ‘zumbis’, o que pode levar a um ataque com cavalos-de-tróia para iniciar novos botnets.

“Depende se os IPs que constavam no McColo poderão ser reativados por outro provedor”, diz Wood.

Na opinião de Adam O-Donnell, da Cloudmark, a redução no volume de spams não foi tão significativa para os usuários, especialmente quem usa conexões corporativas com filtro antispam.

“Vimos uma queda nas tentativas de conexão IP, que teriam caído de qualquer forma. Esse procedimento não é como limpar a rua. O problema voltará assim que os crackers encontrarem um novo local para se hospedar. Dou duas semanas”, aposta.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail