Home > Dicas

Dicas de segurança na web para proteger suas compras de Natal

Twitter e URLs curtas são utilizados em diferentes crimes virtuais e exigem mais cuidado do internauta nas transações pela internet.

Lygia de Luca, do IDG Now!

17/11/2009 às 15h31

Foto:

Natal é época de ficar com a família, rever amigos e dar presentes. Mas, para que as festas deixem somente boas lembranças, é necessário redobrar os cuidados com as compras pela internet. A fórmula é simples, mas importante.

Eduardo Godinho, gerente de contas da empresa de segurança Trend Micro, relembra algumas dicas  para o usuário  se proteger. E alerta para novas ameaças. Confira as recomendações.

1. Fuja da mentira

Se você não conhecer a empresa que oferece o produto desejado, verifique sua legitimidade. "Pesquise na internet e, se não encontrar nada a respeito da companhia, existe chance de haver um problema, pois é difícil que alguém não tenha divulgado sua experiência com a loja virtual", explica Godinho.

2. Cuidado com as promoções

Há algum tempo, um dos critérios para identificar um e-mail fraudulento era a existência de erros de português. Hoje, quem é mal intencionado está aprendendo a escrever, além de tornar mais atraente a suposta promoção. Um pequeno truque de Godinho pode ajudar. "Passe o mouse em cima do link para ver se o endereço para o qual é direcionado é de um domínio legítimo". Atenção para as URLs curtas, dificilmente utilizadas em newsletters.

3. Duvide do Twitter

Quem é usa o serviço já pode imaginar que as empresas adeptas às mídias sociais utilizarão o microblog para divulgar promoções de Natal. Por isso, "tome cuidado com os links de empresas supostamente confiáveis". Isso quer dizer que, antes de sair clicando nos links de uma promoção, verifique a autenticidade do perfil.

4. Evite o PC alheio

Se nenhum de nós confia na higiene de banheiros públicos, por que usar o computador alheio para transações delicadas? Além de máquinas públicas, como as de lan houses, o ideal é evitar pagamentos e compras online até no PC de amigos. "Quando muitas pessoas usam uma máquina, ela é mais vulnerável", alerta Godinho. Quanto ao seu computador, mantenha-o atualizado - de aplicativos a antivírus -, pois esse ainda é o melhor recurso preventivo.

5. A loja é segura?

É tradição dos paranóicos checarem duas coisas ao fazerem uma compra virtual. A primeira é o endereço, que deve iniciar em https:// quando o internauta tiver que digitar seus dados pessoais - o "s" sinaliza que eles serão criptografados. A segunda é o cadeado que, neste momento, surge no pé direito do navegador. "E clique duas vezes no cadeado para ver se ele é válido", aconselha Godinho.

6. Acompanhe seu pedido

Se a empresa oferecer o serviço, é válido guardar o número de sua compra para saber se a sua encomenda foi entregue à transportadora e está a caminho de sua casa. Com o aumento de consumo no Natal, é melhor rastrear seu produto se puder.

7. Informe-se para poder reclamar

Imprima os dados do seu pedido para que, se for necessário, você reivindique seu direito - no caso de atraso na entrega ou pacote perdido. Saiba também quais são as políticas de troca e devolução da loja virtual para não esquentar a cabeça depois.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail