Home > Notícias

Documento histórico: contrato de fundação da Apple deve atingir US$ 150 mil em leilão

Marcada para 13/12, venda será realizada pela Sotheby´s e traz assinaturas dos fundadores Steve Jobs, Steve Wozniak e Ron Wayne

Macworld / Reino Unido

29/11/2011 às 10h33

Foto:

O contrato de 35 anos, utilizado na criação da Apple, será leiloado em duas semanas. Segundo a Sotheby´s que será responsável pela venda, o documento deve chegar a lances de 150 mil dólares.

A Sotheby´s vai leiloar o contrato em 13/12, como parte de uma venda maior de livros e manuscritos raros. A casa de leilões chamou o contrato de “o primeiro capítulo na história de uma das companhias mais importantes dos Estados Unidos”. O documento de três páginas, datado de 1º de abril de 1976, foi assinado pelos fundadores da “maçã” Steve Jobs, Steve Wozniak e Ron Wayne.

Apesar de menos conhecido, Wayne foi importante na fundação da Apple, afirma a Sotheby´s, que citou a recém-publicada biografia de Steve Jobs escrita por Walter Isaacson. Com 41 anos na época – e agora com 77 – Wayne foi chamado por Jobs para convencer Wozniak a embarcar na empreitada. Pela sua parte, Wayne recebeu 10% de participação na então nova companhia, Apple Computers. Já Jobs e Wozniak deveriam dividir igualmente os 90% restantes, de acordo com o contrato.

Woz & Jobs 75 pb

Wozniak e Jobs: fundadores da mais valiosa empresa de tecnologia

No entanto, Wayne vendeu sua parte alguns dias depois por apenas 800 dólares. Ele saiu da empresa em parte por causa de fracassos em parcerias anteriores, assim como pelo fato de que todos os sócios seriam pessoalmente confiáveis por quaisquer débitos que a nova empresa pudesse advir.

Na capitalização de mercado atual da Apple, os 10% de Wayne valeriam cerca de 3,5 bilhões de dólares. De acordo com a Sotheby´s, a autoria do contrato de fundação é do próprio Wayne. O leilão incluirá o contrato e um acordo documentando a saída de Wayne da Apple.

O timing da venda vai aproveitar a publicidade em torno da publicação recente da biografia de Steve Jobs, que atualmente é a segunda mais vendida na Amazon e lidera a lista de best Sellers do New York Times.

Jobs morreu no último dia 5/10, aos 56 anos, apenas seis semanas após abandonar o cargo de CEO da Apple, um cargo que ocupava desde 1997.

A Apple não respondeu se faria lances para adquirir os documentos históricos.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail