Home > Notícias

Dólar caro deve afetar preço de equipamentos eletrônicos, diz Fipe

Explosão do câmbio pode reverter tendência de queda de 12% dos produtos na categoria de Informática e Telefonia desde janeiro.

Guilherme Felitti, editor-assistente do IDG Now!

06/10/2008 às 17h16

Foto:

O dólar alto, que fechou cotado a 2,20 reais nesta segunda-feira (06/10), maior patamar desde setembro de 2006, pode afetar diretamente o bolso do consumidor de tecnologia, prevê a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

"Se o dólar ficar no patamar que está hoje, certamente todas as compras
do Natal terão que considerar este aumento", detalha o coordenador do
Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fipe, Antônio Evaldo Comune.

> Enquete: você vai deixar de comprar um PC?

Neste ano, os preços de produtos de diferentes categorias de eletrônicos teve queda de até 15%, segundo a Fipe.

Entre os tipos de produtos, os celulares foram os que mais caíram
entre os meses de janeiro e setembro, com preços caindo 15,07%. Os
computadores vêm logo atrás, com deflação de 12,8%, seguido por
impressoras (11,2%) e televisões (10,8%).

Com o dólar acima dos 2 reais, o preço de computadores, celulares e outros produtos eletrônicos, que têm grande quantidade de insumos importados, será reajustado para cima.

Os especialistas, no entanto, acham que ainda é cedo para prever o impacto nas vendas de final de ano, pois é preciso saber em que patamar o dólar vai se acomodar.

A manutenção ou aumento da taxa cambial poderá fazer com que a deflação
registrada até o mês de setembro, quando começou a turbulência no
mercado internacional motivada pela crise imobiliária nos Estados
Unidos, se transforme em inflação até o final do ano, com produtos
custando no Natal deste ano mais do que estavam no final de 2007.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail