Home > Notícias

Dos 40 bilhões de músicas baixadas em 2008, 95% foram ilegais

Apesar disso, IFPI diz que a indústria musical digital cresceu 25% em relação a 2007, para 3,7 bilhões de dólares.

Redação do IDG Now!

16/01/2009 às 10h52

Foto:

Do total de downloads digitais de música registrados em 2008, 95% foram ilegais, totalizando 40 bilhões de arquivos, segundo o levantamento IFPI Digital Music Report.

No ano passado, o mercado de música digital no mundo cresceu 25%, para 3,7 bilhões de dólares. Segundo a IFPI, plataformas digitais representam cerca de 20% de todas as vendas musicais, número maior que os 15% de participação em 2007.

Os downloads de uma faixa única continuam a liderar o setor, e cresceram 24% - para 1,4 bilhão - em 2008, mas o download de álbuns digitais também crescem intensamente - 36% a mais em comparação com 2007.

O single mais vendido pela web em 2008 foi o Lollipop, de Lil Wayne, que totalizou 9,1 milhões de unidades.

As músicas gravadas tradicionalmente estão à frente da revolução do online e móvel, e geram mais receita, em termos de porcentagem, por meio de plataformas digitais do que de jornais (4%), revistas (1%) e indústria cinematográfica (4%) combinados.

Em 2008, os serviços online que lideraram a distribuição de música foram o Nokia Comes With Music e o MySpace Music. Parcerias com provedores de internet tiveram importância considerável, que deve crescer mais no futuro, aponta o estudo.

A IFPI aponta ainda que downloads por sites como o AmazonMP3 continuam a crescer, assim como a venda de faixas sem a tecnologia DRM. Outra tendência da indústria é empresas de música licenciando seu material a terceiros, principalmente no segmento de games - como Guitar Hero.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail