Home > Notícias

E-commerce: vendas por dispositivos móveis crescem 166% no eBay

Resultado da empresa confirma expansão das transações via dispositivos móveis; nos Estados Unidos, crescimento foi de 134%.

Redação do IDG Now!

30/12/2010 às 14h19

Foto:

A temporada de final de ano trouxe um aumento de 166% nas
vendas globais do site eBay por dispositivos móveis, como smartphones e tablets - nos Estados Unidos, esse aumento foi de 134%. Passado o Natal, o site se prepara para
celebrar um recorde de faturamento em um mês.

Entre 25 de novembro e 25 de dezembro desse ano, o eBay
faturou mais de 100 milhões de dólares apenas nos Estados Unidos, informou o portal especializado InternetRetailer. É mais que o dobro do movimentado no mesmo período
de 2009 via plataformas móveis - à época, esse resultado foi de 42,7 milhões de dólares.

No mundo, o resultado proveniente de transações realizadas em aparelhos móveis foi de cerca de 230 milhões de dólares, valor 166% maior que os 86,4 milhões do mesmo período de 2009.

O vice-presidente para assuntos de mobilidade da eBay, Steve
Yankovich, descreve a atuação da empresa como um termômetro que confirma o disparo
em compras via dispositivos móveis em 2010. “Temos clientes que compram
regularmente a partir de dispositivos portáteis”, diz, “as compras variam de automóveis
a acessórios”, completa.

O que compram os usuários ?
De acordo com a empresa, o aplicativo para a plataforma
móvel foi baixado mais de 30 milhões de vezes em todo o mundo. 14 milhões
desses downloads foram efetuados para aparelhos da Apple, os iPhones.  Com base nos registros das transações, o eBay
apresentou a lista de produtos que mais vendeu para usuários em deslocamento:

Roupas;
sapatos e acessórios;
celulares e PDAs;
itens de colecionador;
joias e relógios;
brinquedos.

Houve outros segmentos que mostraram forte aumento de
conversão via dispositivos móveis. Entre eles a empresa destaca o lançamento do
Jogo World of Warcraft e Final Fantasy. O mesmo fenômeno foi causado pelo
lançamento do iPad, em 4 de abril de 2010 e pelo iPhone 4, dois meses e meio
depois.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail