Home > Notícias

Economia global fraca deve frear mercado de eletrônicos

Crise na economia mundial, impulsionada pelos EUA fará com que fabricantes de chips tenham menor crescimento neste trimestre.

IDG News Service/Taipé

11/08/2008 às 10h36

Foto:

Um enfraquecimento na economia global fará com que, em breve, os consumidores diminuam seus gastos com produtos eletrônicos em todo o mundo, disse um analista do Gartner nesta segunda-feira (11/08).

“Em alguns meses esperamos ver sinais de enfraquecimento devagar no setor de eletrônicos, que irão impactar diretamente as vendas de semicondutores”, disse Richard Gordon, analista do Gartner. A indústria de chips provavelmente não começará a se recuperar até a segunda metade do ano que vem.

O impacto da crise do crédito nos Estados Unidos, e alguns graus na Europa, mercados domésticos, junto com alto preço da energia atingindo diretamente os consumidores, irá liderar um crescimento mais lento nos preços nos eletrônicos, disse ele.

As vendas de computadores pessoais e celulares têm sido amparadas este ano devido à alta demanda nos mercados emergentes como China, Índia, Rússia e América do Sul, que tem ainda incentivado as vendas de semicondutores. Chips são os principais obstáculos para todos os aparelhos eletrônicos, e há mais chips nos computadores e celulares que em quaisquer outros produtos.

O analista do Gartner acredita que os mercados emergentes irão eventualmente sentir o impacto da piora na economia global.
++++
“Conforme o ciclo da economia vai se revelando, parece inconcebível que não vejamos mais uma significante redução no gasto em eletrôncios, inclusive na mais flexível dos setores industriais e mercados regionais” disse ele.

Em março, a Gartner diminuiu sua previsão de semicondutores globais em 2008, citando a queda nos preços de chips de memória e o enfraquecimento da economia global.

A pesquisa de mercado prevê uma queda de 3,4 pontos percentuais no aumento da receita neste ano, para 278,4 bilhões de dólares, comparado à estimativa anterior, de 6,2 pontos percentuais. No ano passado, a receita de chips alcançou 269,4 bilhões de dólares, um aumento de 2,5% por ano.

Apenas uma semana depois, o Gartner alertou sobre o crescimento nos estoques de chips, uma questão que não terminou.

Mais recentemente, vários fabricantes globais de chips de memória relataram perdas durante suas conferências do segundo trimestre, e viram uma pequena reviravolta no trimestre atual.
++++
O CEO da Taiwan Semiconductor Manufacturin (TSMC), Rick Tsai alertou também que a companhia espera um terceiro trimestre mais fraco próximo ao fim, culpando o lento crescimento nos Estados Unidos, bem como fraco crescimento na China.

A TSMC, maior fabricante mundial de chips, é considerada um sinalizador para a indústria global de tecnologia porque produz chips para uma enorme gama de produtos, incluindo câmeras digitais, players de música, celulares e PCs.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail